Entenda as causas mais comuns de feridas em cachorro

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Os cães estão cada vez mais próximos da família. Eles entraram em nossas casas e corações. Com essa proximidade, passamos a notar mais rapidamente quando algo está errado, e as feridas em cachorro são um exemplo disso.

feridas-em-cachorro

As feridas em cachorro podem acontecer devido a traumas, ectoparasitas ou diversas outras doenças. A lesão deve sempre ser avaliada para que o melhor protocolo de tratamento possa ser estabelecido. Veja as principais situações que podem lesionar a pele do seu bichinho!

Causas de feridas em cachorro que você precisa conhecer

As causas são diversas, e algumas envolvem doenças graves. Por isso, aprenda sobre algumas possíveis causas dos tipos de feridas em cachorro, comuns em pets de diferentes idades!

Feridas resultantes de traumas

Se o seu pet teve acesso às ruas sozinho e apareceu com uma ferida, ela pode ser resultante de um trauma. Às vezes, o animal se envolveu em uma briga com outro cão ou sofreu maus tratos. Também há chances de ele ter sido atropelado.

Quando for algo superficial, o que passar em ferida de cachorro?

Antes de pensar sobre o que passar em feridas de cachorro, lembre-se de que o melhor a fazer é levá-lo ao veterinário. Porém, num primeiro, se puder, lave bem a ferida com água e sabão antibacteriano. Isso vai ajudar a diminuir a contaminação.

Já se o peludo levou uma mordida que perfurou a pele, leve-o ao médico-veterinário, pois é muito comum esse tipo de lesão ser pequena por fora, porém ter maior extensão abaixo da pele, o que pode gerar infecção no local, já que a boca é uma região muito contaminada.

Dermatite fúngica ou bacteriana pode causar ferida em cachorro

Algumas doenças de pele são causadas por fungos ou bactérias. Na maioria das vezes, o tutor nota o cachorro caindo pelo e com feridas, além de coceira, bolinhas” (avermelhadas ou como espinhas), secreção e crostas e alteração na cor da pele.

O animal precisa ser examinado para que o melhor tratamento seja definido pelo médico-veterinário. Além de banhos com shampoo adequado, é provável que ele receba alguma medicação oral.

Feridas em cachorro causadas por pulgas e carrapatos

As pulgas e carrapatos picam os cães para se alimentarem do sangue deles. Ao picarem o cão, o sangue entra em contato com a saliva desses parasitas, o que causa coceira intensa no local da picada.

Como os cães se coçam com a boca e as unhas, acabam contaminando a pele e formando feridas nessas regiões. É preciso usar produtos parasiticidas e cuidar das feridas com produtos específicos, prescritos pelo veterinário.

feridas-em-cachorro

Ainda há situações nas quais o animal de estimação é alérgico à picada desses parasitas. Quando isso ocorre, é comum notar uma queda intensa de pelo perto do rabo e na região dorsal. Nesse caso, é preciso usar medicamentos para acabar com o ciclo dessa alergia. Além destas, há feridas causadas por alergias alimentares ou dermatite atópica.

Sarna pode causar feridas na pele

Existem dois tipos de sarnas: a sarcóptica e a demodécica. Ambas são causadas por ácaros que podem acometer os cães. A primeira é altamente transmissível, causa muita coceira, queda de pelo e feridas em cães e em humanos, portanto, é uma zoonose.

Já a segunda não é transmissível, mas também pode causar coceiras e feridas na pele do cachorro. Ambas devem ser tratadas, por isso, caso note feridas em cachorro, leve-o para ser examinado o quanto antes. A sarna sarcóptica evolui rápido e causa muito incômodo.

Contato com produto químico

Também há casos em que o animal entra em contato com algum produto que causa alergia ou fere a pele. É o que acontece, às vezes, quando o tutor vai limpar a casa e deixa o pet correndo na água com desinfetante, enquanto o chão é lavado.

Câncer de pele ou carcinoma 

Embora possa acometer animais de qualquer idade, cor e raça, o carcinoma escamocelular é mais frequente em pets clarinhos e expostos ao sol por muito tempo. O principal sinal clínico notado pelo tutor é uma ferida ou mancha avermelhada que não cicatriza.

A causa do câncer de pele em cães é a exposição à luz solar, assim como nos humanos. Por isso, frequentemente, o tutor nota as feridas em cachorro em locais com menos pelo, como, por exemplo, barriga, plano nasal, pavilhões auriculares e virilha. 

Essa doença tem tratamento. No geral, ele é feito por meio de remoção cirúrgica da área afetada. Por isso, quanto antes o animal for examinado e menor for a lesão, melhor para a recuperação do pet.

Leishmaniose canina

A leishmaniose canina é causada por um protozoário do gênero Leishmania e pode se apresentar de duas formas: leishmaniose tegumentar (cutânea) e leishmaniose visceral canina.

Em ambas apresentações da enfermidade, a presença de feridas é um dos sinais clínicos. Ela pode se manifestar na pele e nas mucosas. Essas feridas podem surgir e aumentar ou ficar do mesmo tamanho, sem sumirem completamente.

Embora, por muitos anos, o animal diagnosticado com leishmaniose no Brasil fosse, obrigatoriamente, sacrificado, agora, isso mudou. O tratamento já é permitido. Saiba mais sobre essa doença, os sinais clínicos e como evitá-la!

feridas-em-cachorro

As feridas em cachorro podem afetar a saúde e o bem-estar do pet, além de indicar alguma doença mais grave. Por isso, procure o Hospital Veterinário Seres para ajudar o cãozinho com feridas.

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Dente de cachorro caindo: saiba se é normal

Dente de cachorro caindo: saiba se é normal

#cachorro
14 novembro 2022

Todo tutor adora ver seu bichinho feliz e saudável, por isso, brinca e oferece brinquedos para ele se divertir. Durante […]

Continuar lendo
É possível identificar fezes de cachorro com giárdia?

É possível identificar fezes de cachorro com giárdia?

#cachorro
08 novembro 2022

A giardíase, ou seja, a infecção do seu peludinho por um protozoário unicelular, pode alterar o sistema digestório, causando gases, […]

Continuar lendo
Doenças cardíacas em cães: saiba como identificar

Doenças cardíacas em cães: saiba como identificar

#cachorro
27 outubro 2022

Assim como nos seres humanos, as doenças cardíacas em cães também são patologias frequentes, geralmente associadas à idade mais avançada. […]

Continuar lendo
Seu cachorro não bebe água? Isso não é um bom hábito!

Seu cachorro não bebe água? Isso não é um bom hábito!

#cachorro
26 outubro 2022

A água é a substância mais abundante no corpo dos animais. Se seu cachorro não bebe água, você deve descobrir […]

Continuar lendo
Dentista-veterinário: saiba mais sobre essa especialidade

Dentista-veterinário: saiba mais sobre essa especialidade

#cachorro
25 outubro 2022

A medicina veterinária vem crescendo a cada dia. É comum nos depararmos com novos produtos, tratamentos e até mesmo doenças […]

Continuar lendo
Conheça como vive um cachorro deficiente

Conheça como vive um cachorro deficiente

#cachorro
24 outubro 2022

Os animais, assim como os seres humanos, podem sofrer acidentes, ser diagnosticados com doenças de difícil tratamento ou nascer com […]

Continuar lendo
Conheça algumas causas de cachorro cansado

Conheça algumas causas de cachorro cansado

#cachorro
23 outubro 2022

Após longos passeios, corridas e brincadeiras no quintal, ou seja, após um alto gasto energético, é normal ver o pet […]

Continuar lendo
Como saber se o cachorro está ficando cego e como ajudá-lo

Como saber se o cachorro está ficando cego e como ajudá-lo

#cachorro
06 outubro 2022

Apesar de o olfato ser o sentido mais aguçado e importante para o cão, isso não quer dizer que se […]

Continuar lendo
Ferida na orelha do cachorro: devo me preocupar?

Ferida na orelha do cachorro: devo me preocupar?

#cachorro
03 outubro 2022

Umas das partes do corpo do nosso pet que chama mais atenção são as orelhas. Cada raça possui um formato […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.