Observar diariamente a urina do seu cão pode ajudar a detectar doenças precocemente. A urina de cachorro muito amarela é uma alteração comum em várias enfermidades, por isso, merece atenção.

cão fazendo xixi em um tapete higiênico, preocupação da urina de cachorro muito amarela.

A urina de cachorro é para ser de cor amarelo-claro, de odor característico, porém não forte nem desagradável, e sempre límpida, sem a presença de areia, sangue ou pus.

A frequência da micção também é importante para a saúde do cachorro. Um filhote urina mais ou menos a cada duas horas, e o cão adulto faz xixi a cada quatro a seis horas, dependendo da temperatura do dia, da ingestão de água, da hidratação, dentre outros fatores.

Causas de urina mais escura

Desidratação

Um cachorro desidratado vai ter a urina mais concentrada e, portanto, de um amarelo mais escuro que o normal. Isso porque o corpo irá poupar toda água que precisa para manter as células vivas.

Observe se seu animal está ingerindo pouca água. Não é comum o tutor medir a quantidade de água que seu animal toma, mas se tornar isso um hábito, irá detectar mais cedo a desidratação.

Não querer beber água pode indicar que o cão tem algum problema, como dor para se locomover. O animal idoso pode ter disfunções cognitivas e dificuldade de caminhar até o pote, se esse for o caso, o tutor deve levar a água até ele várias vezes ao dia. Doenças diversas também o fazem beber menos água.

Cães que “seguram” o xixi

Conhece algum peludo que só faz as necessidades fora de casa? Pois bem, esses cães tendem a “segurar” a urina até a hora em que seus tutores podem levá-los para a rua.

Se for uma época de chuvas ou o tutor adoece e não consegue mais sair com o amigo para passear, esse hábito pode levar a uma infecção urinária, o que deixa a urina de cachorro muito amarela.

Infecções urinárias

As infecções do trato urinário nos cães são bastante comuns, principalmente se houver uma doença concomitante que favoreça a multiplicação de bactérias da própria mucosa desse sistema.

Animais com doença renal crônica e doenças endócrinas têm mais chance de desenvolver infecções urinárias, Escherichia coli a bactéria mais comum encontrada.

cão fazendo xixi em uma arvore, preocupação da urina de cachorro muito amarela.

Os sintomas mais presentes são dificuldade ou dor ao urinar, ir ao local de fazer xixi e só sair algumas gotas, “errar” o tapetinho higiênico (se o cão não tem costume de urinar fora do tapetinho), urina de cachorro muito amarela, escura e com odor mais forte.

É possível também observar estrias de sangue ou de pus no xixi, maior frequência de micção, prostração e falta de apetite. A infecção não tem predisposição por sexo, no entanto, em machos que não foram castrados e possuem aumento de próstata, a infecção urinária torna-se mais comum. 

Assim como nos homens acima dos 40 anos, outro cuidado com o cachorro é levá-lo para ter a próstata avaliada anualmente após os cinco anos de idade.

Comprometimento da válvula vesicoureteral

Essa estrutura, presente na entrada da vesícula urinária dos cães, impede o refluxo da urina da bexiga para o ureter. Na sua disfunção ocorre esse refluxo, que pode ocasionar infecções urinárias e urina de cachorro muito amarela.

O refluxo é fisiológico nos filhotes até 8 meses de idade, por uma imaturidade dessa válvula. Pode ocorrer no idoso, sendo então uma anormalidade que pode ser corrigida com medicamentos.

Doenças hepáticas

O fígado é um órgão muito importante. Ele remove toxinas do nosso corpo e as “joga para fora” por meio das fezes e da urina. Nas enfermidades desse órgão, a urina pode ficar muito amarela, de cor alaranjada ou até mesmo marrom.

Leptospirose canina

A leptospirose canina é uma doença muito grave, causada por bactérias do gênero Leptospira spp. Também é uma zoonose, ou seja, uma doença que os cães podem passar para nós, humanos.

Ela é transmitida pela urina de roedores contaminados, entra no organismo pela pele e depois se espalha pelo corpo, principalmente nos rins, prejudicando as funções vitais e comprometendo a saúde do animal.

A cor da urina do cachorro na leptospirose fica bem amarelada ou escurecida (“cor de coca-cola”), assim como sua pele e olhos, devido à icterícia. Além disso, o animal sente dores pelo corpo, tem febre, falta de apetite, náuseas, vômitos, respiração ofegante, desidratação severa e prostração.

O tratamento para cachorro com leptospirose deve ser instituído o mais rápido possível. Serão usados antibióticos, analgésicos, soro na veia, medicamentos para melhorar as náuseas e evitar os vômitos. 

Uma das melhores prevenções contra a leptospirose é evitar que seu cãozinho tenha contato com roedores e manter sempre sua vacinação em dia.

As alterações nas características da urina nos dão muitas informações. Por isso, recomendamos a observação diária dela. Para facilitar, use tapetes higiênicos de fundo branco. Devido à tinta, o jornal escurece a urina, e o tutor perde esse parâmetro de avaliação.

cão fazendo xixi em uma esquina enquanto passeia com seu tutor, preocupação da urina de cachorro muito amarela.

Como é possível perceber, o xixi do animal diz muito sobre a saúde do pet. A urina de cachorro muito amarela pode representar muitas enfermidades, por isso, deve ser investigada. O centro veterinário Seres se coloca à disposição para atender seu amigo com muito amor e carinho!