Muitos tutores se assustam ao notar o gato com gases. Entretanto, saiba que isso é perfeitamente normal, ou seja, assim como acontece com as pessoas, os bichanos também liberam flatulências. Porém, algumas coisas aumentam esses gases. Veja quais são elas e o que fazer para ajudar o felino! 

gato-com-gases

O que deixa o gato com gases?

O gato tem gases naturalmente produzidos pelo processo de digestão e pela ação dos microrganismos. Na maioria das vezes, eles não têm cheiro e são poucos. Por isso, é comum que o tutor nem note o gato com gases no dia a dia. 

Entretanto, quando percebe o gato com gases fedidos, o responsável pelo pet logo fica preocupado. É o seu caso? Embora, muitas vezes, isso seja causado por erros de manejo ou casos simples, há alguns problemas mais sérios que podem deixar o gato com gases. Conheça as principais causas. 

Engolir ar durante as refeições

Quando é muito serelepe e ansioso, o gatinho tende a comer muito rápido. Assim, na ânsia de fazer a refeição, é possível que ele engula muito ar, o que pode deixar o gato com gases em grande quantidade. 

Esse problema pode acontecer também com animais que competem ao comer, em ambientes em que muitos gatos são alimentados próximos uns aos outros. Muitas vezes, eles ingerem a ração rapidamente e engolem ar. 

Então, como evitar o gato com gases? Se tiver apenas um gatinho afobado ao comer, dê pequenas porções a cada vez. Já se vários bichanos moram no mesmo ambiente, espace bem os potes de comida e, se possível, separe os gatos. Isso evita a competição pelo alimento e a consequente ingestão de ar. 

Alimentos inadequados ou trocas repentinas

Quando o tutor troca a marca de ração sem fazer a adaptação, provavelmente nota que o gato solta gases acima do normal. Isso acontece porque a microbiota intestinal dele ainda não está pronta para receber esse novo alimento. 

Gato com gases, o que fazer? Sempre que for trocar de ração ou mudar para alimentos naturais, é preciso realizar a transição:

  • Nos dois primeiros dias, coloque 90% da ração antiga e 10% da nova;
  • No terceiro e quarto dias, coloque 75% da ração antiga e 25% da nova;
  • Já nos dias 5, 6 e 7, misture metade da antiga e metade da nova;
  • No oitavo e nono, coloque ¼ da ração antiga e o restante da nova; 
  • Do 10º dia em diante, ofereça 100% da ração nova.

gato-com-gases

Administração de antibióticos

Por vezes, os felinos ficam doentes e o médico-veterinário prescreve antibióticos. Embora esse fármaco seja essencial para curar o animal, ele também afeta a microbiota intestinal. 

Isso leva a um desequilíbrio na quantidade de microrganismos que participam da digestão. Como o processo de digestão fica comprometido, é possível que o tutor note o gato com gases.

Nesse caso, o que dar para gato com gases? Converse com o médico-veterinário do animal, para ele prescrever o melhor probiótico. Geralmente, esse produto é encontrado em forma de pasta e ajuda a restaurar a microbiota. 

Pouca atividade física

Animais que vivem em ambiente com pouco espaço ou que já estão mais velhinhos, quando não estimulados, acabam se movimentando pouco. Isso pode diminuir a motilidade intestinal, levar à prisão de ventre e, consequentemente, formar gases. Estimular o pet com brincadeiras é essencial nesses casos.

Verminoses também podem deixar o gato com gases

Quando foi a última vez que você vermifugou o bichano? Verminoses também podem comprometer a digestão dos alimentos e causar flatulência acentuada nos animais. Essa é uma das causas comuns de filhote de gato com gases. Assim, para evitá-la, mantenha a vermifugação em dia. 

Doenças e obstrução

Por fim, doenças que afetam o trato gastrintestinal e obstruções, como as causadas por bolas de pelos, podem levar à formação de gases. Nesses casos, os animais apresentam outros sinais clínicos, por exemplo:

    • Dificuldade em defecar;
    • Diarreia;
    • Vômito;
  • Gato com gases, barriga inchada;
  • Apatia;
  • Febre, entre outros. 

gato-com-gases

Caso perceba que algo não está bem, leve o bichano ao médico-veterinário rapidamente. Quer saber mais? Então, descubra como funciona o aparelho digestório dos gatos.