Tem um gato ansioso? Confira aqui o que fazer para ajudá-lo!

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Olhos vigilantes e atentos a tudo. Sustos constantes. Agitação. Hiperatividade. Coração acelerado. Se seu animal está apresentando esses sintomas, você pode estar diante de um gato ansioso!

Gato branco deitado no sofá.

A ansiedade pode estar ligada ao medo por antecipação, ou seja, ao felino perceber alterações ambientais — nem sempre claras para ele ou para os humanos — e ficar em constante estresse, esperando o evento acontecer. Assim, ele fica cronicamente estressado sem motivo aparente.

No entanto, isso não quer dizer que o motivo não exista. Pode ser que leve algum tempo de investigação por parte do tutor e do veterinário até que se determine e afaste a causa desse medo.

Como os gatos demonstram ansiedade?

Se você conhece alguém que tem ansiedade, vai notar algumas similaridades no comportamento do bichano: inquietude, alterações no apetite (tanto aumento quanto falta dele) e sintomas gastrointestinais, principalmente diarreia.

Comportamentos inadequados podem ser entendidos como um sinal, especialmente os destrutivos. Um gato estressado precisa de um tutor atento, pois essas alterações não começam ao acaso.

Alguns acontecimentos específicos, e objetos ou alterações da rotina ou do ambiente podem provocar estresse no gato ansioso. Assim, conhecer o dia a dia do animal é muito importante para poder ajudá-lo. Além dos sintomas acima, o peludo também pode:

  • urinar ou defecar fora da caixa;
  • ter mudança de comportamento;
  • começar a se esconder;
  • tornar-se agressivo com outros animais ou humanos;
  • aumentar a vocalização (miados);
  • demonstrar mais carência ou desinteresse;
  • apresentar feridas por conta do excesso de grooming (autolimpeza).

Causas de ansiedade nos gatos

Se os gatinhos foram retirados muito cedo da mãe na ninhada ou não vivenciaram o período de socialização, existe maior probabilidade de que sejam ansiosos. A ausência prolongada do tutor pode ser associada ao estresse do peludo. Falaremos sobre isso mais abaixo.

Existem outras causas que levam ao gato ansioso: ser exposto a plantas ou a elementos tóxicos pode deixá-lo assim. Por isso, é importante sempre prestar atenção e verificar se seu gato não está ingerindo alguma planta ou tem acesso a produtos químicos.

Gato no meio das plantas olhando para a câmera.

Além disso, algumas doenças infecciosas que atingem o sistema nervoso podem ser a causa do estresse. A idade avançada também pode ser responsável pela ansiedade, especialmente se a memória estiver afetada por alguma doença degenerativa. O esquecimento pode gerar estresse e deixar o gato ansioso.

Outras causas de um bichano ansioso podem incluir: alteração nos móveis da casa, inserção de outro felino ou outra espécie animal, chegada de um bebê e, acima de tudo, mudança para uma nova casa e falta de rotina. Imprevisibilidade do ambiente, presença de estranhos, inconsistências no comportamento do tutor e conflitos em uma casa com vários gatos também são estressantes.

Ansiedade de separação

Um comportamento quase patognomônico, ou seja, característico da doença da ansiedade de separação, é o gato seguir o tutor por todos os cômodos da casa, exigindo atenção constante.

Esse comportamento se altera quando o bichano percebe que a hora de seu dono sair de casa se aproxima. Com isso, ele pode se esconder, ficar mal-humorado ou aumentar a vocalização, deixando claro o aborrecimento. Porém, esse comportamento é mais comum em cães.

Como eu ajudo meu gato?

Se você tem um gato ansioso, o que fazer para ajudá-lo? Primeiro, tenha certeza de que seu bichano está ansioso e não apresenta outra doença, já que muitos sintomas têm origem orgânica. Logo, antes de pensar em ansiedade, todas as condições médicas devem ser excluídas.

Para isso, uma visita a um veterinário, preferencialmente especializado em gatos, é mandatória. Além disso, não é aconselhado administrar nenhum medicamento para ansiedade felina sem orientação veterinária, mesmo que você conheça algum calmante muito bom. Isso pode intoxicá-lo!

Ainda deve haver a criação de um ambiente rico, até divertido, para estímulo mental durante a ausência do tutor. Isso pode ser feito com arranhadores, postes, castelos ou quebra-cabeças.

Aliado a isso e a critério veterinário, podem ser utilizados difusores ou sprays com produtos calmantes próprios para felinos, com base em feromônios que são complementares ao enriquecimento ambiental.

Prevenção da ansiedade em gatos

É possível prevenir a ansiedade nos bichanos tornando o ambiente mais seguro sob o ponto de vista do gato e deixando-o à vontade para praticar seus comportamentos naturais. Forneça “pontos de vigia”, onde o gato possa ficar e observar tudo o que acontece no ambiente. Esses locais devem ser altos e em pontos estratégicos para que ele não fique incomodado.

Faça com que o pet tenha uma rotina rígida e previsível. Se ele souber o que está por vir, sente que tudo está sob controle e se acalma. Qualquer mudança deve ser feita muito lentamente. Para gatos com ansiedade de separação, o trabalho é maior e requer muita paciência. Comece indo para um cômodo da casa e deixando o peludo para fora por alguns minutos. Aumente o tempo conforme ele se adapta à sua “saída” da vista dele.

As interações devem ocorrer somente quando o felino permitir e pelo tempo que ele deixar. Forçá-lo a um relacionamento com outros animais e pessoas pode ocasionar um comportamento agressivo, ansioso, e fazer com que ele passe a evitar o contato com qualquer um.

Gato com a língua de fora.

Agora você já é expert em ajudar um gato ansioso, mas se quiser o auxílio de um especialista em felinos, o Hospital Veterinário Seres tem uma equipe altamente qualificada e apaixonada por animais. Venha nos conhecer!

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Percebeu o gato soltando muito pelo? Nós podemos te ajudar!

Percebeu o gato soltando muito pelo? Nós podemos te ajudar!

#gatos
16 novembro 2022

Todo tutor sabe que gatos perdem pelo e, às vezes, até parece que é proposital. Porém, um gato soltando muito […]

Continuar lendo
Confira dicas de como limpar dente de gato

Confira dicas de como limpar dente de gato

#gatos
15 novembro 2022

Para manter a saúde e os cuidados do seu bichano em dia, além das vacinações, vermífugos, brincadeiras e cuidados com […]

Continuar lendo
Dente de gato caindo: saiba se isso é normal

Dente de gato caindo: saiba se isso é normal

#gatos
12 novembro 2022

A maioria dos tutores de gato são muito atentos a tudo o que acontece com eles. No entanto, alguns problemas […]

Continuar lendo
O que você precisa saber sobre vacina para gato

O que você precisa saber sobre vacina para gato

#gatos
07 novembro 2022

Quando adotamos um bichinho de estimação, é normal que surjam muitas dúvidas quanto aos cuidados com a sua saúde, especialmente […]

Continuar lendo
Gato pode tomar dipirona, mas somente sob prescrição!

Gato pode tomar dipirona, mas somente sob prescrição!

#gatos
14 setembro 2022

Medicar os gatos não é tarefa fácil para nenhum tutor. Imagina, então, se for a dipirona! Seu gosto ruim dificulta […]

Continuar lendo
Vamos descobrir se pode dar Buscopan para gatos?

Vamos descobrir se pode dar Buscopan para gatos?

#gatos
12 setembro 2022

Os gatos estão ganhando espaço dentro dos lares brasileiros e, em breve, a expectativa é que ultrapassem o número de […]

Continuar lendo
Gato com ferida exposta: o que pode ser?

Gato com ferida exposta: o que pode ser?

#gatos
09 setembro 2022

Gato com ferida exposta é um problema recorrente entre os tutores. Há diversos motivos que podem resultar em um machucado, […]

Continuar lendo
Não é normal ter um gato com diarreia. Saiba o que pode ser

Não é normal ter um gato com diarreia. Saiba o que pode ser

#gatos
25 agosto 2022

Os gatos são muito higiênicos e escondem as fezes depois de usarem a caixinha. Por isso, muitas vezes, o tutor […]

Continuar lendo
Acompanhe conosco o que pode ser gato vomitando e com diarreia

Acompanhe conosco o que pode ser gato vomitando e com diarreia

#gatos
10 agosto 2022

Ter um gato vomitando e com diarreia pode levar o tutor a pensar no pior! Normalmente, quando o gato vomita […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.