Casca grossa na pele do cachorro: um problema muito comum

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Problemas dermatológicos estão entre as principais queixas de tutores quanto à saúde do seu animal. Grande parte dos cachorros são acometidos por alterações que podem causar desconforto, coceiras, descamações e até mesmo deixar uma casca grossa na pele do cachorro, como as que você confere a seguir.

Cachorro deitado.

Conheça as principais dermatites caninas

Dermatite é o nome dado a qualquer doença de pele do cachorro. Entre as dermatites mais comuns estão aquelas que são de causas alérgicas, fúngicas, bacterianas, sarnas e seborreicas. Confira abaixo quais são elas:

Dape

A Dermatite Alérgica à Picada de Ectoparasitas (DAPE) é caracterizada pela sensibilidade do organismo em reagir de uma forma exagerada quando o animal é picado por pulgas. Certos cachorros podem simplesmente desenvolver uma reação local, mas quando o animal é alérgico, ocorre coceira e inflamação de toda a pele. 

Nota-se que o cachorro não necessariamente precisa estar infestado por esses ectoparasitas para manifestar os sintomas de alergia, mas somente ter entrado em contato com uma única pulga e sofrer a picada. 

Geralmente, o cão apresenta intensa coceira em todo o corpo, que se intensifica na região próxima ao rabo. A pele pode ficar vermelha e apresentar falhas de pelo. Se os sintomas persistem, infecções por bactérias ou fungos ocorrem de forma oportunista. 

Dermatite atópica

Sem dúvida alguma, é a doença que mais acomete a pele do cachorro. As manifestações clínicas se iniciam, em sua maioria, ainda na fase inicial da vida do cão. No entanto, podem ocorrer em qualquer idade. 

É uma alteração de causa genética, em que ocorre intensa inflamação da pele e ressecamento excessivo. Os animais se coçam por todo o corpo, mas, em especial, lambem as patas e apresentam otites (infecção de ouvido) recorrentes. Geralmente apresentam alergia a ácaros do ambiente, poeira, pólen de plantas e/ou certos tipos de alimentos.

Devido à inflamação, microrganismos que fazem parte da pele de todo e qualquer animal se reproduzem além da quantidade normal, causando infecções como piodermite canina e malasseziose. Com a evolução da doença, eles engrossam a pele, conferindo uma casca grossa à pele do cachorro.

Piodermite 

A piodermite canina é caracterizada pelo crescimento excessivo de bactérias na pele. As causas são diversas, mas geralmente esse quadro acontece devido a outras doenças de pele simultaneamente. O animal sente uma coceira que inicialmente é leve, mas se intensifica se não for tratada. 

Cachorro deitado na grama.

Seborreia

A seborreia pode ser seca ou oleosa. Na seborreia seca, observamos descamação da pele do cachorro, como se fossem caspas. Já a oleosa deixa o pelo do animal com aspecto molhado, grudento e malcheiroso. Ambas podem ser genéticas ou causadas por outras doenças.

Sarnas

Normalmente, quando o animal apresenta alguma alteração na pele, o tutor desconfia de sarna canina. As sarnas mais comuns nos cães são: demodécica (sarna negra), sarcóptica e otodécica (que acomete os ouvidos).  

A sarna demodécica não é transmissível para o ser humano, nem entre cães, e acomete animais jovens ou debilitados. Inicia-se com queda de pelo ao redor dos olhos e se espalha para o restante do corpo. Se não tratada, a pele começa a escurecer e fica mais grossa, o que gera um aspecto de pele de elefante.

A sarna sarcóptica se manifesta com intensa coceira e é transmissível para outros cães e para o ser humano. Também ocorre queda de pelo com formação de crostas, como uma casca grossa na pele do cachorro. Pode ocorrer em qualquer fase da vida do animal e não está relacionada à imunidade.

A sarna otodécica se caracteriza por gerar quantidade excessiva de cera escurecida nos ouvidos, causando intensa coceira e desconforto nesse local, pois o ácaro se locomove no canal auditivo.

Dermatofitose 

Quanto aos fungos na pele do cachorro, a dermatofitose é bastante comum. Esse fungo se alimenta da queratina presente no pelo do cão, fazendo-o cair por completo. Geralmente não causa coceira e é transmitido para outros animais, inclusive o ser humano.

Calo de apoio

Certas regiões do corpo, principalmente as que o pet usa para se apoiar ao se deitar ou se levantar, como os cotovelos, sofrem pequenas agressões ao longo do tempo. A pele começa a ficar mais espessa, como se houvesse uma casca grossa na pele do cachorro. São os chamados “calo de apoio” e não apresentam riscos à saúde.

Como saber se meu animal está com dermatite?

Se o pet apresenta coceira, queda e falhas dos pelos, lambedura de patas ou descamação, é provável que tenha dermatite. Outras alterações incluem sacudir a cabeça, se esfregar na parede, ter mau cheiro, feridas, escurecimento e crostas, como uma casca grossa na pele do cachorro.

Como é feito o diagnóstico das dermatites

As dermatites se assemelham muito aos sintomas que manifestam. Portanto, somente o médico-veterinário, com auxílio de exames laboratoriais complementares, é capaz de identificar qual doença está acometendo seu pet.

É bem provável que o profissional solicite exames como pesquisa de sarnas, citologias, cultura de fungos, entre outros. Ele também fará perguntas sobre o estilo de vida do seu animal. Por exemplo, se tem acesso à rua ou contato com outros animais, o que come, se teve pulga ou carrapato, qual a frequência do banho e o produto utilizado, etc. 

Mas e o tratamento?

Todo tratamento dependerá da causa da doença. Normalmente, é feito com shampoos, cremes e loções terapêuticas à base de substâncias antibióticas, antifúngicas e anti-inflamatórias. Alguns animais precisarão de hidratação cutânea e controle rigoroso de pulgas e carrapatos.  

Não é incomum a prescrição de medicamentos via oral de longo prazo para um tratamento efetivo. O importante é que seu pet seja corretamente diagnosticado para que sua melhora ocorra o mais rápido possível.

Cachorro deitado.

Certas doenças que causam casca grossa na pele do cachorro podem ser tratadas facilmente, outras não têm cura, mas têm controle. Um bom profissional e sua dedicação farão toda a diferença na qualidade de vida do seu pet. Que tal saber um pouco mais sobre a pele do seu animal? Acesse outros conteúdos no blog da Seres.

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Dente de cachorro caindo: saiba se é normal

Dente de cachorro caindo: saiba se é normal

#cachorro
14 novembro 2022

Todo tutor adora ver seu bichinho feliz e saudável, por isso, brinca e oferece brinquedos para ele se divertir. Durante […]

Continuar lendo
É possível identificar fezes de cachorro com giárdia?

É possível identificar fezes de cachorro com giárdia?

#cachorro
08 novembro 2022

A giardíase, ou seja, a infecção do seu peludinho por um protozoário unicelular, pode alterar o sistema digestório, causando gases, […]

Continuar lendo
Doenças cardíacas em cães: saiba como identificar

Doenças cardíacas em cães: saiba como identificar

#cachorro
27 outubro 2022

Assim como nos seres humanos, as doenças cardíacas em cães também são patologias frequentes, geralmente associadas à idade mais avançada. […]

Continuar lendo
Seu cachorro não bebe água? Isso não é um bom hábito!

Seu cachorro não bebe água? Isso não é um bom hábito!

#cachorro
26 outubro 2022

A água é a substância mais abundante no corpo dos animais. Se seu cachorro não bebe água, você deve descobrir […]

Continuar lendo
Dentista-veterinário: saiba mais sobre essa especialidade

Dentista-veterinário: saiba mais sobre essa especialidade

#cachorro
25 outubro 2022

A medicina veterinária vem crescendo a cada dia. É comum nos depararmos com novos produtos, tratamentos e até mesmo doenças […]

Continuar lendo
Conheça como vive um cachorro deficiente

Conheça como vive um cachorro deficiente

#cachorro
24 outubro 2022

Os animais, assim como os seres humanos, podem sofrer acidentes, ser diagnosticados com doenças de difícil tratamento ou nascer com […]

Continuar lendo
Conheça algumas causas de cachorro cansado

Conheça algumas causas de cachorro cansado

#cachorro
23 outubro 2022

Após longos passeios, corridas e brincadeiras no quintal, ou seja, após um alto gasto energético, é normal ver o pet […]

Continuar lendo
Como saber se o cachorro está ficando cego e como ajudá-lo

Como saber se o cachorro está ficando cego e como ajudá-lo

#cachorro
06 outubro 2022

Apesar de o olfato ser o sentido mais aguçado e importante para o cão, isso não quer dizer que se […]

Continuar lendo
Ferida na orelha do cachorro: devo me preocupar?

Ferida na orelha do cachorro: devo me preocupar?

#cachorro
03 outubro 2022

Umas das partes do corpo do nosso pet que chama mais atenção são as orelhas. Cada raça possui um formato […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.