A água é a substância mais abundante no corpo dos animais. Se seu cachorro não bebe água, você deve descobrir uma forma para que ele comece a ingeri-la de forma regular, para o bem da saúde do pet.

cachorro bebendo água na mão do tutor.

A água está presente nos organismos de forma variada, de acordo com a idade, a quantidade de gordura corporal e a espécie animal. Nos cães, ela faz parte de 60 a 70% do peso corporal do animal.

A água ingerida deve ser igual ou maior que a água que se perde, caso contrário, o equilíbrio hídrico é abalado e o animal começa a desidratar. Assim, podem deixar o pet mais predisposto à formação de cristais na urina que podem virar cálculos que podem ocorrer no trato urinário (rim e bexiga urinária), além de outros problemas de saúde do cachorro.

A quantidade média de água diária que um cão deve ingerir é de 50 a 60ml/kg. Essa quantidade pode variar conforme a alimentação (seca ou úmida), taxa de gordura corporal e nível de atividade física praticado.

Funções da água no corpo

Se seu cachorro não bebe água, ele pode ter problemas de saúde, pois as funções da água são diversas e ela participa de todos os processos metabólicos. Ela é um constituinte ativo, e não um mero solvente de substâncias. É usada principalmente:

  • como veículo de transporte dos nutrientes para as células na digestão, absorção e excreção;
  • para absorver o calor produzido nas reações e deslocá-lo para a pele, pulmões e intestino;
  • para produzir o suor e realizar a termorregulação corporal;
  • na manutenção das articulações;
  • na secreção de hormônios e enzimas;
  • para a manutenção da pressão osmótica dentro da célula;
  • Auxiliar no equilíbrio ácido-básico e homeostase orgânica;
  • como constituinte principal de líquidos orgânicos como o líquido sinovial, cefalorraquidiano e amniótico, onde exerce função lubrificante e de proteção.

Fatores que influenciam na ingestão de água

O aumento da temperatura ambiente de 18 ºC para 30 ºC promove um aumento de 30% na ingestão de água, diminui a sua perda pelas fezes em 33% e pela urina em 15% na tentativa de manter o equilíbrio hídrico.

Animais que se alimentam de rações secas ingerem de 40 a 50% mais água do que os cães que se alimentam de rações úmidas ou comida caseira balanceada, que são formas indiretas de ingestão de água.

É sabido que cachorros com deficiências locomotoras e cães idosos com a Síndrome de Disfunção Cognitiva Canina podem ingerir de 25% a 40% menos água do que deveriam, por isso, é recomendado que seu tutor a ofereça muitas vezes ao dia para suprir as necessidades diárias.

cão deitado no sol de cabeça baixa, preocupação do cachorro não beber água.

Doenças como a diabetes Mellitus, a síndrome de Cushing e a insuficiência renal causam sintomas de polidipsia (aumentam a ingestão de água) e podem causar falsa impressão que o pet está se hidratando, porém podem causar alterações eletrolíticas importantes devendo ser corrigidas com tratamento adequada para cada doença. 

Em contrapartida, quase todas as outras doenças causam a diminuição da ingestão de água, levando o cachorro à desidratação. Como é um sintoma inespecífico, deve ser investigado para se saber qual enfermidade está causando esse sinal.

E como saber se o cachorro está doente? Além de não querer saber da água, ele muito provavelmente está apresentando outros sinais. Observe se ele está comendo bem, se tem dor em alguma parte do corpo, ou leve-o ao veterinário para tirar essa dúvida.

Alguns tutores servem água de coco para cachorro. Ela é um excelente hidratante, mas não deve substituir completamente a água, pois é mais calórica e rica em minerais como o potássio que pode nem sempre ser indicada.

Como estimular o cachorro a beber mais água

Vamos começar com o pote de água para cachorro. Ele deve estar sempre limpo. Lave-o diariamente ou sempre que perceber que a água está com muita baba do seu amigo, o que acontece com frequência após os passeios.

Deixe o bebedouro em um local tranquilo e longe da área que ele usa para defecar e urinar. Cães, assim como os gatos, não gostam de se alimentar em um local muito próximo de onde fazem suas necessidades.

Coloque mais potes de água pela casa. Eles também têm preguiça de beber água, principalmente se for um dia frio. Mantenha a água sempre fresca — você pode inclusive colocar pedrinhas de gelo em dias mais quentes.

Outra coisa importante se seu cachorro não bebe água é colocar o bebedouro em um local elevado se seu cão já é idoso, pois o ato de abaixar a cabeça pode provocar dor na coluna cervical e impedir que ele beba água.

Com esses cuidados com o cachorro, é provável que ele comece a beber água com mais frequência. Se mesmo assim ele ainda não gostar muito de água, você pode considerar dar ração úmida ou comida caseira balanceada, com orientação do veterinário.

cão com a limpa de fora, preocupação com o cachorro não beber água.

Ainda ficou com dúvida se seu cachorro não bebe água suficiente? A Seres conta com uma equipe especializada no atendimento de cães e gatos. Nossos profissionais são atenciosos e irão atendê-los com muito carinho!