Muitos tutores preferem dar alimentação natural para cães filhotes e adultos à ração. Você também quer fazer isso? Então saiba que é possível, mas é preciso ter muito cuidado na hora de preparar. Afinal, é preciso garantir que o peludo receba todos os nutrientes que precisa. Veja dicas para não errar!

Cachorrinho marrom

O que é a alimentação natural para cães?

Muita gente acha que optar pela alimentação natural para cães é apenas pegar um prato da comida feita para almoço  e oferecer para o pet. No entanto, isso é errado! Quem quer optar por essa alternativa para cuidar do pet precisa seguir um cardápio alimentação natural para cães.

Tudo deve ser nutricionalmente balanceado. As comidas naturais para cães são produzidas com ingredientes naturais e minimamente processados. Além disso, são suplementadas para que sejam equilibradas de forma que o cachorro ingira as vitaminas e minerais essenciais para manter a saúde em dia.

Por isso, as dietas devem ser formuladas por um médico-veterinário para que o balanceamento feito seja correto. Além disso, o profissional vai determinar as quantidades que devem ser pesadas certinhas na balança para que a  alimentação saudável para o cachorro  e ter tudo o que ele precisa e sem excesso de calorias .

Outro ponto importante que o tutor precisa saber é que a alimentação natural para cães filhotes não é a mesma dos adultos. Afinal, eles estão crescendo e as necessidades também são diferentes, sendo assim é necessário que sejam realizados reajustes mensais da dieta para os filhotes, com mudanças principalmente da quantidade de alimento.

Sem contar que quando o pet tem uma doença crônica, como um problema renal, por exemplo, ele vai precisar de uma dieta adequada ao seu organismo. Tudo isso tem que ser levado em conta na hora de oferecer alimentos naturais para cães.

É bom dar comida caseira para cachorro?

Muitos tutores gostam de dar alimentos naturais para o cachorro no dia a dia. No entanto, quando isso não é balanceado, pode até prejudicar o animal. De certa forma, ao adotar a alimentação natural para cães, a pessoa satisfaz esse desejo sem prejudicar a saúde do peludo.

Além disso, a comida natural para cachorro pode ser interessante para que a dieta seja balanceada individualmente. Vamos supor, por exemplo, que o seu cachorro tenha sido diagnosticado com diabetes e seja obeso. Se o tutor adotar a alimentação natural para cães, o médico-veterinário poderá propor uma receita que atenda a tudo o que ele precisa de forma individual.

Embora existam rações destinadas a problemas de saúde específicos, elas são caras. Mas não se engane uma alimentação natural balanceada e suplementada com tudo o que o cachorro precisa fica muito mais caro além do trabalho para o preparo da dieta..

A dieta caseira pode ser útil para pets que estão com dificuldade de se alimentar durante um tratamento específico ou mesmo que tenham problemas de dentição. Resumidamente, a alimentação natural para cães apresenta-se como uma alternativa viável, mas que precisa ser bem trabalhada para dar certo.

Cachorro pequeno

Quais as desvantagens da alimentação natural para cães?

Embora esse tipo de alimentação venha se popularizando, há algumas dificuldades que podem ser encontradas. Dentre elas:

  • será preciso cozinhar para o pet, o que demanda tempo;
  • dá trabalho;
  • há a opção de comprar a alimentação natural para cães pronta, mas encarece muito;
  • há casos nos quais os cachorros não comem toda a comida natural para cachorro preparada. Quando isso acontece, ele acaba não ingerindo todos os nutrientes que precisa, o que pode ser prejudicial para a saúde;
  • não são todos os alimentos que podem ser oferecidos para os cães;
  • o tutor terá que seguir à risca a orientação do médico-veterinário e garantir que todos os ingredientes foram usados;
  • é mais complicado na hora de viajar com o pet, já que o alimento terá que ser transportado congelado e você vai precisar de um local para aquecê-lo.

Não posso cozinhar, mas quero dar alimento. O que faço?

Em grandes centros, é possível comprar alimentos para cães que são feitos de forma balanceada. As empresas vendem um tipo de marmitinha para o pet e ela acaba sendo uma opção para quem não tem tempo, mas quer optar pela alimentação natural para cães.

Entretanto, é preciso que o tutor fique atento para ver se a empresa que produz a comida caseira para cachorro é regulamentada e se há um médico-veterinário ou zootecnista responsável. Afinal, só assim garantirá que o alimento adquirido é realmente adequado para o pet.

Outra possibilidade é substituir os petiscos por alimentos naturais. Por exemplo, se todas as manhãs você dá um biscoito para o cão, comece a oferecer uma fruta. Vale lembrar que nem todas podem ser dadas.

Essa é uma ótima alternativa também para animais que estão obesos e que costumam ganhar petiscos. Frutas e legumes podem ser opções menos calóricas.

Quais são os vegetais que o cachorro pode comer?

O alimento deve ser preparado de acordo com a receita. Contudo, se você for, por exemplo, dar como substituição do petisco, as opções são:

  • abobrinha, abóbora;
  • batata-doce, berinjela, beterraba, brócolis;
  • cenoura, chuchu, couve, couve-flor;
  • espinafre, inhame, mandioquinha;
  • rabanete, repolho, vagem;
  • batata, mandioquinha, inhame e outros tubérculos devem ser oferecidos cozidos.

Quais são as frutas que o cachorro pode comer?

Um pedacinho de fruta também pode entrar na alimentação do pet. Dentre as autorizadas estão:

  • banana;
  • melancia;
  • melão;
  • manga (sem caroço);
  • mamão sem semente;
  • maçã sem sementes;
  • pera sem sementes;
  • pêssego (sem caroço).

Seja qual for a sua decisão quanto a adotar ou não a comida saudável para cachorro, converse antes com o médico-veterinário. Ele poderá avaliar o quadro e fornecer todas as informações que você precisa para garantir a saúde do seu melhor amigo!

Cachorro comendo frutas

Além disso, saiba que há alguns alimentos que o cachorro não pode comer. Veja uma lista com os principais!