Viu o pet mancando? Há várias doenças e várias causas que podem deixar a pata de cachorro inchada, levando o animal a claudicar. Na maioria das vezes, ele sente dor ou desconforto. Descubra quais são os possíveis motivos e veja dicas para evitar o problema.

cachorro dando a pata

Pata de cachorro inchada: veja possíveis causas

Quando o tutor notar a pata de cachorro inchada, é preciso levar o animal para ser avaliado pelo médico-veterinário, pois os motivos são variados. A almofada da pata do cachorro inchada, por exemplo, pode ser resultante de queimadura.

Sim, é isso mesmo! Essa região é bastante sensível, e se você leva o peludo para passear no sol, com o chão quente, ele pode sofrer queimaduras. O pet sente dor, e a formação de bolhas também é possível.

Mas essa não é a única causa do cachorro com pata inchada e vermelha. Há a possibilidade de ele estar com bicho de pé, que é um parasita. Nesse caso, ocorre o aumento de volume no local onde o parasita se instala. O peludo terá muita coceira e ficará incomodado.

Ainda é possível que o animal esteja com alguma ferida inflamada. Há fungos ou bactérias que também podem afetar a região. Isso sem contar os traumas e os cortes que podem até deixar a pata do cachorro inchada e com pus.

Viu quantos problemas podem acometer o seu bichinho de estimação? Assim, resumidamente, podemos dizer que as possíveis causas de inchaço na pata do cachorro são:

  • Presença de parasita;
  • Traumas ou cortes;
  • Queimaduras;
  • Fungos e bactérias,
  • Tumores.

Para ter a certeza do que é que está deixando o pé do peludo com esse aumento de volume, será preciso levá-lo para ser examinado. Além disso, o pet pode apresentar outros sinais resultantes desse problema no membro locomotor.

cachorro escondendo a pata

Outros sinais que podem ser apresentados

Seja qual for a causa da pata de cachorro inchada, o animal ficará desconfortável, e o tutor poderá notar algumas mudanças de comportamento. Afinal, ele estará com muita coceira ou dor e isso atrapalhará a rotina dele. Dentre os sinais que o animal pode apresentar estão:

  • Evita se locomover e prefere não passear por causa da dor;
  • Morde ou lambe a pata com frequência;
  • Coça ou esfrega a pata;
  • Manca ao andar;
  • O local fica com odor desagradável;
  • Chora por causa da dor,
  • Fica mais triste e pelos cantos.

Quais são os possíveis tratamentos?

O tratamento vai depender do diagnóstico feito pelo médico-veterinário. No caso da presença de parasita, por exemplo, deve ser feita a remoção e o tratamento tópico para evitar infecção secundária.

Já se for um corte, será necessário fazer a limpeza da ferida e pode ser preciso administrar antibióticos orais ou tópicos. No entanto, também há casos ainda mais graves, como a presença de um tumor. Desse modo, o procedimento cirúrgico poderá ser uma opção de tratamento.

Como evitar a pata do cachorro inchada?

Claro que acidentes acontecem, e tumores podem se desenvolver, sem que o tutor tenha controle. Contudo, muitas vezes, a pata do cachorro inchada pode ser evitada. Para isso:

  • Nunca caminhe com o animal quando o chão estiver quente, para evitar que ele queime os coxins (almofadinha);
  • Mantenha o ambiente no qual ele fica sempre limpo, livre de cacos de vidro ou qualquer outro objeto perfurocortante;
  • Garanta que o quintal fique sem buracos mais fundos, que possam levá-lo a engatar o pé e se ferir;
  • Ofereça um ambiente seco para ele viver, pois cães que ficam muito tempo com os pés em local úmido têm maiores chances de ter fungo na patinha,
  • Se o pet for peludo, mantenha a tosa higiênica em dia, para evitar que os pelos dos pezinhos fiquem muito grandes e acabem acumulando sujeira.

Com esses cuidados diários, você vai evitar que o seu pet se fira ou desenvolva diversas doenças. Além disso, outro ponto importante é ter cuidado na hora de limpar os pés dos animais, pois nem todo produto pode ser usado.

pata de cachorro

Quer saber mais? Veja dicas de como limpar patas de cachorro após passeio.