Embora os bichanos sejam muito dóceis e companheiros, por vezes, eles podem ser agressivos por estarem assustados ou com dor. É nesse momento que a pessoa corre o risco de levar uma mordida de gato. Veja o que fazer caso isso aconteça com você.

mordida de gato

Mordida de gato? Por que isso acontece?

A primeira coisa a saber é que nem sempre os gatos mordem para ferir. Muitas vezes, a mordida é apenas uma maneira de brincar ou até de demonstrar carinho. É o que acontece, por exemplo, quando você e seu pet estão se divertindo, e ele segura sua mão. Na sequência, morde fraquinho, sem ferir.

Isso é só uma brincadeira e, se não houver perfuração, não há com o que se preocupar. Há também as famosas mordidinhas no nariz, que os bichanos adoram. Nesse caso, a mordida de gato foi apenas de carinho e muito suave. É apenas uma forma de dizer que te ama.

Entretanto, há casos também nos quais a mordida de gato é por agressividade. Isso pode acontecer, por exemplo, quando o pet está com dor ou muito assustado. Afinal, a mordida é uma forma de se defender. Quando há perfuração, é preciso ter cuidado.

O que fazer ao levar uma mordida de gato?

O gato mordeu, o que fazer? Por menor que possa parecer a mordida de gato, sempre que sua pele é perfurada pela boca de um animal, bactérias acabam sendo depositadas no local. Afinal, assim como acontece com a boca de uma pessoa, a dos pets também é cheia de microrganismos.

O problema é que, quando essas bactérias são introduzidas na pele, elas podem começar a se proliferar. Quando isso acontece, a ferida pode inflamar. Por isso, é preciso tratar!

O primeiro passo para evitar que a ferida se torne uma mordida de gato infeccionada é levar muito bem o local. Use água e o sabonete que tiver em casa. Lave e enxágue muito bem, para tirar o máximo de sujeira possível.

Depois disso, coloque uma gaze por cima ou algo limpo para cobrir o ferimento e procure o pronto-socorro. Ao chegar ao local, fale o que acontece: “fui mordido por um gato”. Dessa forma, o médico poderá indicar o protocolo a ser adotado.

mordida de gato

Como será feito o tratamento?

No geral, no hospital, será feita a limpeza do local e, depois disso, passado algum medicamento tópico. Como há risco de transmissão da raiva, provavelmente, a pessoa que levou a mordida do animal será vacinada.

Em alguns casos, quando o gato é da pessoa ferida e ela mostra que o animal está com a vacinação em dia, ela é orientada a observar o bichano por dez dias. Caso ele apresente qualquer alteração de comportamento, a pessoa deverá receber a vacina antirrábica.

Além disso, muitas vezes o médico prescreve um antibiótico. Isso é preciso para impedir que as bactérias se proliferem, e que o local da mordida de gato inflame.

E se eu não quiser ir ao pronto-socorro?

O que mordida de gato pode causar? Você corre dois riscos por não tratar a ferida. O mais comum é o local inflamar, infeccionar, inchar e piorar muito, podendo causar dor e até lesões mais graves. Em alguns casos, a pessoa chega a ter sinais sistêmicos, como febre, devido ao não tratamento da mordida de gato.

O outro risco é o de contrair a raiva. A doença viral é uma zoonose, cuja cura não é conhecida. Por isso, o correto é fazer a higienização em casa e procurar atendimento, para que você possa ser avaliado.

O caso é ainda mais delicado quando se trata de um animal errante, visto que você não terá como acompanhar o bichano para saber se ele vai apresentar alguma alteração de comportamento ou não. Dessa forma, se não receber a vacina contra a raiva, estará colocando sua vida em risco.

mordida de gato

Seja qual for o caso, procure um médico e, caso seu bichano esteja agressivo, veja dicas de como fazer gato parar de morder.