Muitos tutores ficam cheios de dúvidas, principalmente quando adotam um felino pela primeira vez. Afinal, o temperamento deles é bem diferente dos cães, por exemplo. Entre os questionamentos frequentes, estão perguntas sobre gato com medo. Você tem dúvidas relacionadas a esse tema? Então, veja informações a seguir! 

gato-com-medo

Gato com medo de pessoas: por que isso acontece?

Na verdade, são vários os fatores que podem fazer com que o animal se torne um gato desconfiado. Um deles é a aprendizagem, considerada até uma das mais importantes. 

Enquanto filhotes, os bichanos passam por um processo de observação e aprendizagem social. Para isso, eles observam as ações da mãe e dos demais gatos adultos com os quais convive. 

Assim, se esses animais, que servem como exemplo, tiverem medo de humanos, há grande chance do filhote também desenvolver isso — principalmente quando esse gato é criado em condições adversas, como no caso da mãe ter sido abandonada e parido na rua. 

Nesse caso, o comportamento dos gatos foi aprendido pela observação. Eles vão aprender o que verem a mãe fazer. Assim, se ela tiver aversão às pessoas, e eles não forem adotados muito novinhos, é possível que tenham medo de gente. 

Já o gato adulto, com o qual o filhote aprende a ter medo de pessoas, pode ter sofrido maus tratos. Às vezes, é gato com medo do dono e de outras pessoas, por ter sido abandonado. 

Enfim, para entender o gato com medo, é preciso avaliar o histórico do animal. Além disso, é necessário compreender que o histórico de vida dele dirá muito sobre as ações atuais. 

gato-com-medo

Por que o gato tem medo de pepino?

Gato tem medo de pepino? Quem acompanha as redes sociais, provavelmente, já viu um vídeo com um ou mais gatos reagindo à presença de um pepino. Será que esse animal tem algum tipo de aversão ao vegetal?

Na verdade, o problema nunca foi o pepino, mas a situação a qual o pet foi exposto. Quando o animal está acostumado com uma rotina, com as coisas em determinado lugar, e se encontra relaxado, é natural que se assuste se algo mudar repentinamente. É isso que acontece nesses vídeos de gato com medo.

O bichano foi dormir ou comer, se sentindo seguro e tranquilo. Afinal, estava na casa dele, realizando uma atividade rotineira, em um ambiente no qual se sente bem. 

Quando acorda ou se vira, nota que algo novo foi colocado perto dele, sem que percebesse. Isso não significa que o gato com medo tem aversão ao pepino. Apenas sugere que a mudança não era esperada por ele.

Assim, o animal reagiria a um pepino ou qualquer outro objeto. É como acontece quando uma pessoa é abordada por outra, de forma inesperada: ela se assusta e reage. Isso não quer dizer que ela tenha medo do outro, apenas que se assustou. 

Posso fazer a brincadeira do pepino para ver o meu gato com medo?

Isto não é recomendado. Embora muitas pessoas tenham achado o vídeo engraçado, para o gato com medo, não foi divertido. Além disso, há riscos. Dependendo de como o animal reagir, ele pode se ferir na tentativa de sair de perto do “desconhecido”.

Sem contar que o tutor pode causar um trauma no animal e até interferir no comportamento posterior, fazendo com que o pet se torne um gato medroso. Por fim, é válido lembrar que, quando isso é feito, o animal é exposto a uma situação de estresse. 

gato-com-medo

O gato com medo e estresse fica mais predisposto ao desenvolvimento de doenças. Entre elas, a cistite. Assim, esse tipo de “brincadeira” não é indicado. Por falar em cistite, você sabia que, nesse pets, ela não costuma ser causada por microrganismos? Veja como funciona