Gato com ferida exposta: o que pode ser?

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Gato com ferida exposta é um problema recorrente entre os tutores. Há diversos motivos que podem resultar em um machucado, sejam elas por traumas físicos, doenças genéticas ou contraídas de outros animais. Vamos compreender quais são as causas mais comuns desse problema.

Gato listrado deitado.

Quedas

Os felinos são conhecidos por serem animais habilidosos, capazes de escalar e saltar grandes alturas. Infelizmente, alguns podem “errar o cálculo” da altura ou distância e acabar caindo. A queda pode gerar torções, fraturas ou deixar o gato com ferida exposta caso ocorra esfoliação/machucado em alguma parte do corpo. 

Brigas 

É provável que seu bichano goste de passear na rua, especialmente durante a noite. Machos que não são castrados costumam brigar entre si, disputando a fêmea ou disputando território.

Devido a esse comportamento, é comum que os tutores encontrem machucados causados por arranhões e mordidas de outro animal. Se o gato permanecer alguns dias desaparecido e ferido, agravam-se os sintomas, e o tratamento será mais trabalhoso. Além disso, nas brigas podem adquirir doenças, como FIV e esporotricose.

Pulga

Pulgas estão entre os parasitas em  gatos mais encontrados. Elas se alimentam do sangue do animal, e estima-se que cada vez que uma pulga sobe no corpo do gato, ela confere pelo menos dez picadas. Esse intenso incômodo gera muita coceira, além de transmitir doenças. Ao se coçar, o animal pode se ferir.

Sarna

Diversos ácaros são responsáveis pela sarna em gatos. Alguns provocam queda de pelo, outros habitam os ouvidos, e outros, ainda, formam crostas na pele. Independentemente do agente causador, todas as sarnas são capazes de provocar feridas.

Esporotricose

A esporotricose é tida como uma das mais importantes micoses felinas. O gato a contrai quando é arranhado/mordido por um animal infectado ou quando tem uma ferida aberta e entra em contato com solo, plantas ou madeira contaminados. Essa doença também é transmitida ao humano. 

A forma cutânea da esporotricose atinge principalmente o nariz e membros, mas pode ocorrer em qualquer área do corpo. Forma lesões avermelhadas, ulceradas e sanguinolentas de difícil cicatrização.

Dermatofitose

Essa também é uma doença causada por fungo e transmitida aos humanos. O fungo se alimenta da pelagem do animal, deixando muitas falhas de pelo. Se não tratada a tempo, pode ocorrer contaminação por bactérias, piorando o quadro clínico da ferida. A transmissão é pelo contato com outro gato ou objeto contaminado.

Acne 

A acne felina se manifesta principalmente no queixo e no lábio inferior. Muitos tutores observam uma sujeira no queixo que não sai. Essa é uma desordem muito comum e afeta animais de qualquer idade, sendo mais comum nos adultos. 

A acne apresenta feridas superficiais na pele, como pontos pretos ou espinhas, que evoluem para um inchaço e inflamação por conta da secreção. Em animais com a pelagem escura, a visualização é mais difícil.

Alergias

As pulgas e certos tipos de alimentos são as principais causas de alergia em gatos. Em ambos os casos, o animal sente uma coceira intensa quando entra em contato com a saliva da pulga ou um componente do alimento. Ao se coçar, ele se fere e, consequentemente, necessita de um diagnóstico minucioso feito pelo médico-veterinário.

Gato listrado deitado.

Vírus

O vírus da imunodeficiência felina (FIV) e o da leucemia felina (FELV) são transmitidos entre os gatos através do contato próximo, mordedura, arranhadura ou relação sexual. São doenças graves que comprometem o sistema imunológico do animal.

Complicações

O odor e a secreção da ferida podem atrair moscas que depositam ovos dando origem a larvas. As larvas vão se desenvolver na musculatura do bichano dando origem às miíases (bicheiras).

Gato com ferida exposta que não é tratada imediatamente corre o risco de desenvolver infecções locais ou generalizadas, além de abscessos (coleção de pus embaixo da pele).

Tratamento

Os tratamentos variam. Podem ser simples, limpando o local com soro fisiológico e aplicando pomadas e produtos cicatrizantes. Outras feridas precisam ser fechadas com gazes e curativos. Também existe a medicação oral com antibióticos, anti-inflamatórios e antifúngicos. 

Sempre um médico-veterinário deve ser consultado para saber como tratar feridas em gatos. Como vimos, diversas são as causas do gato com ferida exposta, e existem doenças graves e importantes que necessitam de mais atenção. 

Prevenção

Não permitir que o bichano tenha acesso à rua evita uma série de problemas e doenças. Como vimos, doenças causadas por fungos, vírus e sarnas são transmitidas entre os animais, portanto, se possível, permita que seu gato tenha contato somente com animais saudáveis.

A castração também é muito recomendada, pois o peludo perde o interesse em sair à rua para se acasalar, evitando, portanto, fugas e brigas. Telar as janelas de apartamentos evita quedas e fatalidades. Se possível, tele também o quintal de casas térreas. 

As doenças alérgicas muitas vezes não são identificadas em um primeiro momento e levam um período maior para receberem um correto diagnóstico. Evitar que o bichano tenha pulgas lançando mão de produtos como coleiras, pipetas ou comprimidos, diminui os sintomas de alergia e traumatismo por coceira.

Gato deitado na cama.

Buscar medidas alternativas e medicações caseiras para o gato com ferida exposta não é aconselhável. Uma ferida maltratada pode trazer ainda mais complicações. O Centro Veterinário Seres conta com profissionais altamente qualificados para ajudar você e seu bichano da melhor forma possível. Consulte nossas unidades no site.

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Tem um gato ansioso? Confira aqui o que fazer para ajudá-lo!

Tem um gato ansioso? Confira aqui o que fazer para ajudá-lo!

#gatos
19 novembro 2022

Olhos vigilantes e atentos a tudo. Sustos constantes. Agitação. Hiperatividade. Coração acelerado. Se seu animal está apresentando esses sintomas, você […]

Continuar lendo
Percebeu o gato soltando muito pelo? Nós podemos te ajudar!

Percebeu o gato soltando muito pelo? Nós podemos te ajudar!

#gatos
16 novembro 2022

Todo tutor sabe que gatos perdem pelo e, às vezes, até parece que é proposital. Porém, um gato soltando muito […]

Continuar lendo
Confira dicas de como limpar dente de gato

Confira dicas de como limpar dente de gato

#gatos
15 novembro 2022

Para manter a saúde e os cuidados do seu bichano em dia, além das vacinações, vermífugos, brincadeiras e cuidados com […]

Continuar lendo
Dente de gato caindo: saiba se isso é normal

Dente de gato caindo: saiba se isso é normal

#gatos
12 novembro 2022

A maioria dos tutores de gato são muito atentos a tudo o que acontece com eles. No entanto, alguns problemas […]

Continuar lendo
O que você precisa saber sobre vacina para gato

O que você precisa saber sobre vacina para gato

#gatos
07 novembro 2022

Quando adotamos um bichinho de estimação, é normal que surjam muitas dúvidas quanto aos cuidados com a sua saúde, especialmente […]

Continuar lendo
Gato pode tomar dipirona, mas somente sob prescrição!

Gato pode tomar dipirona, mas somente sob prescrição!

#gatos
14 setembro 2022

Medicar os gatos não é tarefa fácil para nenhum tutor. Imagina, então, se for a dipirona! Seu gosto ruim dificulta […]

Continuar lendo
Vamos descobrir se pode dar Buscopan para gatos?

Vamos descobrir se pode dar Buscopan para gatos?

#gatos
12 setembro 2022

Os gatos estão ganhando espaço dentro dos lares brasileiros e, em breve, a expectativa é que ultrapassem o número de […]

Continuar lendo
Não é normal ter um gato com diarreia. Saiba o que pode ser

Não é normal ter um gato com diarreia. Saiba o que pode ser

#gatos
25 agosto 2022

Os gatos são muito higiênicos e escondem as fezes depois de usarem a caixinha. Por isso, muitas vezes, o tutor […]

Continuar lendo
Acompanhe conosco o que pode ser gato vomitando e com diarreia

Acompanhe conosco o que pode ser gato vomitando e com diarreia

#gatos
10 agosto 2022

Ter um gato vomitando e com diarreia pode levar o tutor a pensar no pior! Normalmente, quando o gato vomita […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.