Os nossos pets podem apresentar problemas semelhantes aos nossos e, mesmo o gato, um mestre em esconder doenças, pode ter motivos para ser um gato cansado! Mas como saber se ele só está com preguiça ou se está depressivo ou sentindo alguma dor?

Gatos deitados juntos.

Acompanhe conosco os sintomas de um gato doente, especialmente se ele parece cansado (letárgico). Saiba quais fatores levam a esse quadro e o que pode ser feito para ajudar!

Por que meu gato está cansado?

Se seu gato está dormindo muito, demonstrando ter pouca energia, desinteressado de suas rotinas diárias, ele pode estar letárgico. Esse sinal aparece em vários problemas de saúde, como diabetes, doenças renais e intoxicação alimentar.

Por dormir muito durante o dia, ter um gato preguiçoso em casa não é uma preocupação. Eles costumam cochilar entre 12 e 16 horas por dia, usando seu instinto de economizar energia para a caça. Porém, se seu bichano tem dormido mais do que isso, perceba se outros sinais estão presentes.

Um gato cansado pode estar assim devido à idade avançada. É natural, já que todos os animais desaceleram na terceira idade. Por isso, conhecer a rotina do seu gato e perceber essa desaceleração durante os anos ajuda a suspeitar quando pode ser cansaço devido a algo mais sério. Seu veterinário é a pessoa mais indicada para conversar.

Sinais de algo sério

  • gato cansado babando: para os cães, essa pode ser uma atitude comum, mas é sinal de alerta para os gatos! Eles costumam babar quando têm dor ou quando estão nauseados, especialmente na região bucal, relacionada a feridas na boca ou gengiva;
  • gato cansado com fraqueza: se ela for severa, atenção! Diabetes e doença cardíaca ou renal podem vir acompanhadas por fraqueza na sustentação corporal em felinos;
  • com inapetência: felinos não são como cães, supermotivados por comida. Mas se notar diminuição de apetite ou falta de ansiedade para esse momento, fique atento! Pancreatite, infecções, problema renal e até câncer podem estar entre as causas;
  • gato cansado sem sede: junto à inapetência, a letargia pode estar associada à falta de sede. Isso pode ter a ver com problemas dentários e doenças graves no fígado;
  • se escondendo: isso vai depender da frequência. Alguns gatos costumam se esconder, mas preste atenção se isso está ligado à dor ou se eles estão com medo de algo e precisam de um tempo sozinhos;
  • gato cansado com febre: o aumento da temperatura pode fazer seu gato ficar cansado pelo desconforto da situação. Essa febre pode ter várias causas, mas as mais comum são quadros infecciosos no geral;
  • gato com a respiração ofegante: é um sinal claro de dor em gatos, mas também pode estar relacionado à anemia, trauma ou problemas neurológicos. Apenas analise se ele não brincou exaustivamente algum tempo antes;
  • gato vomitando: é um sinal muito comum em várias doenças. Seu bichano pode vomitar por ter comido algo que não deveria. Se dentro de 24h ele vomitar várias vezes, pense em levá-lo ao veterinário.

Por isso, mesmo se o único sinal for o cansaço, se persistir por mais de 24h, pense em levar seu bichano ao veterinário para descartar problemas mais graves. Informe o profissional sobre qualquer sinal diferente e aja com rapidez, pois quanto mais cedo, mais seguro seu animal estará.

Gato deitado no colo do tutor.

Como posso ajudar meu gato cansado?

Antes de tudo, analise se o cansaço não está ligado a qualquer um dos sinais acima. Se estiver, a melhor ajuda é levar seu bichano ao veterinário. Que tal fazer um enriquecimento ambiental diferente, para que ele tenha mais vontade de se exercitar? 

Assim como nós, os animais se cansam dos brinquedos e da rotina, por isso, pense em enriquecimento ambiental. Novo não é sinônimo de caro: gatos adoram caixas de papelão, por exemplo. Veja se não pode transformar a dieta em algo mais saudável também, conversando com um nutricionista a respeito.

Tratamento

Como as causas de um gato cansado são variadas, o tratamento também dependerá disso. No geral, inclui melhora na dieta e suplementos, até fluidos intravenosos ou oxigenioterapia. Se a culpa for da dor, prescreve-se algum analgésico. Acompanhe os tratamentos mais comuns:

  • antibióticos, se houver infecção bacteriana;
  • vermífugo, se houver parasitas;
  • cirurgia, quando houver tumores ou lesões;
  • medicamento antiviral, se houver infecção por vírus;
  • mudanças ambientais e antidepressivos, quando houver depressão ou estresse;
  • dieta e insulina, se houver diabetes.

Depois de ter acompanhado nosso texto, esperamos ter respondido à pergunta: “Gato cansado: o que pode ser?”. Afinal, agora você está apto a ficar de olho nas alterações que podem surgir com essa situação.

Nem sempre um gato exausto vai ser motivo de preocupação, mas tudo depende do bom senso em notar há quanto tempo seu bichano está assim e se há algum outro sinal junto ao cansaço para poder agir.

Na Seres, desde a recepção, você vai notar a paixão da nossa equipe pelo seu animal e vai poder conversar abertamente com o veterinário sobre as causas do cansaço do seu bichano e o que fazer para ajudar!