Coelhos têm febre? Aprenda a identificar o coelho com febre

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Assim como outros mamíferos, é possível que seu coelho com febre seja uma resposta a uma infecção. No entanto, não podemos esquecer a posição desses roedores na cadeia alimentar: eles estão na base! Portanto, servem de alimento para muitos predadores e se acostumaram a disfarçar suas doenças e ferimentos.

Coelho deitado no sofá.

Essa era uma boa tática na natureza, mas quando domesticamos os coelhos, isso apenas impede que o tutor perceba algo errado. Por isso, ter atenção aos detalhes é essencial para conseguir ajudar seu pet quando ele apresentar um problema.

Imagine uma situação em que, pela manhã, seu coelho cumprimenta com pulos de alegria e, mais tarde, está deitado na parte de trás da gaiola, curvado. Esse é um comportamento que pode apontar perigo, especialmente se estiver associado à falta de excrementos na caixa e muito feno ainda da noite anterior. 

Claro, nem todo coelho cumprimenta saltando, e somente ao conhecer o que é o comportamento natural do seu pet é que você será capaz de ajudá-lo, especialmente no caso de coelho com febre. Para isso, nos acompanhe no texto abaixo.

Como o coelho controla sua temperatura?

Um dos conhecimentos necessários ao cuidado de um coelho é saber que ele regula a sua temperatura corporal pelas orelhas externas. Quando a temperatura dessa parte do corpo está muito fria ou muito quente, pode indicar alguma alteração e um coelho doente.

Para ter certeza do coelho com febre é necessário medir a temperatura retal. Nós não aconselhamos esse procedimento em casa por conta do estresse que essa manobra induz no dentucinho. Confie em um veterinário para acessar corretamente a região, já que os coelhos têm membranas mucosas sensíveis no ânus e elas podem ser rompidas pelo manuseio incorreto ou introdução do termômetro.

A temperatura normal de um coelho vai de 38,5 °C a 40 °C, e apenas quando ultrapassa esse valor é considerado febre. Não esqueça: uma febre passageira, que fica pouco acima dos 40 °C, precisa ser acompanhada, não medicada. Isso porque a febre é um mecanismo natural de defesa contra infecções.

Coelho preto na mão do tutor.

Quais as causas da febre no coelho?

As causas de um coelho com febre são as mais variadas, mas sempre envolvem algum agente externo, especialmente vírus e bactéria. Nesses casos, a febre vem, como já explicado, por uma resposta do organismo para “matar” o invasor.

Porém, atenção: um dos vírus pode ser o da raiva, que o coelho, assim como todo mamífero, pode contrair. Por isso, se você tem outros pets em casa e notou algo diferente neles, especialmente nos gatos, fique atento e leve-os até o veterinário.

Outros sinais de febre em coelho

Como desaconselhamos a medição da temperatura retal, outros sinais clínicos podem ser analisados como indicativo de coelho com febre. São eles: apatia, falta de apetite e, em alguns casos, o focinho do dentucinho quente e seco.

Reiteramos que é mesmo difícil afirmar, somente de casa, que seu dentucinho está com febre. Sabemos que o veterinário é o profissional adequado e sabe como cuidar de um coelho, dando dicas de como manter a saúde do seu pet.

O que fazer se notei meu coelho com febre?

Caso seu veterinário não esteja disponível, é possível observar seu coelho por, no máximo, 24h. Durante esse período, um dos cuidados com coelho que indicamos é usar uma toalha torcida com água em temperatura ambiente nas orelhas externas do seu pet.

Retire a toalhinha sempre que notá-la quente, como o restante do coelho, e troque com frequência, sem deixar o pelo dele úmido. Caso note seu coelho muito estressado ou não apresentando melhoras com essa manipulação, aconselhamos a parar e buscar ajuda profissional.

Reiteramos, nesse momento, que não busque ofertar nenhum remédio para coelho, especialmente se o medicamento for humano, pois somente o veterinário pode prescrever medicamentos para animais com conhecimento e segurança.

Prevenção

Como os motivos de um coelho com febre podem ser variados, a prevenção pode ser um passo. Pensar em manter a casa sem mosquitos é uma boa ideia, já que, pelas picadas, alguns são vetores de vírus que podem culminar em coelho com febre.

Antes de introduzir um amiguinho novo, pense em deixar esse novo animal em quarentena para perceber se ele não tem alguma alteração que necessite de visita ao veterinário antes de apresentá-lo ao seu dentucinho.

Os alimentos naturais servidos ao seu coelho precisam ser higienizados. Ao comprar feno, busque empresas idôneas na certeza de ofertar ao seu animalzinho um alimento saudável, isento de bactérias ou outros contaminantes.

A cama do seu dentucinho precisa ser sempre limpa e trocada com frequência para que não gere partículas pequenas demais para serem inaladas por ele, pois um dos sinais da pneumonia é a febre.

Nós encorajamos você a observar o comportamento do seu coelho, seu nível de atividade e seus excrementos diariamente. Cada coelho é diferente, e saber qual é o comportamento normal do seu coelho pode salvar a vida do pet.

Coelho sentando na grama.

Aqui, na Seres, nossa equipe sabe como tratar de modo diferenciado seu coelhinho, dando várias dicas de como mantê-lo saudável e, assim, deixar a casa toda em alegria! Quando precisamos de profissionais competentes, é bom saber aonde ir.

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Saiba o que pode deixar seu porquinho-da-índia estressado

Saiba o que pode deixar seu porquinho-da-índia estressado

#roedores
25 novembro 2022

O porquinho-da-índia é um animal dócil, tímido e carinhoso. Essas características fazem dele um ótimo pet, especialmente para quem não […]

Continuar lendo
Venha descobrir se o hamster sente frio

Venha descobrir se o hamster sente frio

#roedores
23 novembro 2022

Os hamsters são roedores de cuidados fáceis, que não exigem manejos complexos. Porém, conhecer suas particularidades e individualidades ajuda o […]

Continuar lendo
Alimentação do porquinho-da-índia: a dieta apropriada

Alimentação do porquinho-da-índia: a dieta apropriada

#roedores
21 outubro 2022

Muitos roedores tornaram-se pets bastante queridos pelos brasileiros. Entre eles, o porquinho-da-índia merece destaque: fofo, brincalhão, muito ativo e um […]

Continuar lendo
Se tiver dor, o hamster pode tomar dipirona?

Se tiver dor, o hamster pode tomar dipirona?

#roedores
26 setembro 2022

Hamsters são animais práticos e fáceis de cuidar, porém, quando apresentam sinais de doença, devemos socorrê-los prontamente. Remédios comuns na […]

Continuar lendo
Hamster doente: como saber se há algo errado com meu pet?

Hamster doente: como saber se há algo errado com meu pet?

#roedores
23 setembro 2022

É difícil resistir a um animal tão carismático e fofo como o hamster. Apesar de ser brincalhão, esse animal tem […]

Continuar lendo
Doença em coelho: como prevenir ou identificar

Doença em coelho: como prevenir ou identificar

#roedores
22 setembro 2022

Assim como humanos, os animais podem ficar doentes por motivos genéticos, manejo inadequado ou idade avançada. Então, a doença em […]

Continuar lendo
Será que coelho espirrando é motivo de preocupação?

Será que coelho espirrando é motivo de preocupação?

#roedores
11 agosto 2022

Coelhos são fofinhos e estão entre os animais de estimação preferidos dos brasileiros, junto aos cães e aos gatos. Precisam […]

Continuar lendo
Veja algumas dicas de como cuidar de um hamster

Veja algumas dicas de como cuidar de um hamster

#roedores
11 julho 2022

Ter um hamster como pet tornou-se comum, afinal, esse pequeno mamífero é engraçado e adora brincar. Por isso, é importante […]

Continuar lendo
O rato twister transmite doença para o ser humano?

O rato twister transmite doença para o ser humano?

#roedores
20 maio 2022

Ter um rato em casa é diversão garantida, afinal, trata-se de um pet que interage bastante com seu tutor, além […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.