O peludo está espirrando? Esse é um dos sinais clínicos de cachorro resfriado. Muitos tutores não sabem, mas existem alguns vírus que podem deixar o pet resfriado ou gripado. Saiba mais sobre essa doença e como ela pode ser tratada.

cachorro de porte pequeno olhando para a câmera

Causa do cachorro resfriado

Você provavelmente já ouviu falar que a gripe em humanos pode ser causada por um vírus chamado Influenza, não é? Entre esses microrganismos causadores da doença — família Orthomyxoviridae, gênero Influenza virus A —, há alguns subtipos que também podem acometer cães.

Os mais comuns são os vírus Influenza dos subtipos H3N8, H2N2 e H1N1. Embora no Brasil seja sabido que todos eles possam ser encontrados em cachorro resfriado, ainda não há um estudo que determine qual é o mais comum.

Já nos Estados Unidos, o vírus que deixa o cachorro resfriado e que é considerado endêmico no país é o H3N8. Você deve estar se perguntando: “para que saber dados de regiões estrangeiras?” Isso é só para você ter uma ideia de como os vírus que causam resfriado em cachorro estão espalhados pelo mundo.

A transmissão pode acontecer por diversas formas, como por meio da secreção respiratória ou de objetos contaminados com o vírus causador do resfriado em cachorro.

Uma vez infectado, o animal pode espalhar o vírus por até dez dias. Dessa forma, é comum que, se um cachorro fica gripado em casa ou no canil, vários peludos acabem gripados também, algo semelhante ao que acontece em humanos.

Sinais clínicos de cachorro resfriado

Assim como acontece com as pessoas, a intensidade dos sintomas de gripe em cachorro pode variar entre os animais, mas costumam ser facilmente notados pelo tutor. Dentre os mais frequentes estão:

  • espirros;
  • tosse;
  • coriza (secreção no nariz);
  • febre;
  • mudança de comportamento (o animal fica mais quietinho);
  • perda de apetite;
  • dificuldade de respirar,
  • secreção nos olhos.

cachorro de perfil

Diagnóstico e tratamento do cachorro resfriado

Será que o peludo está resfriado ou é algo mais sério, como uma pneumonia? Para saber, será preciso levar o animal ao médico-veterinário. Durante a consulta, o profissional poderá aferir a temperatura do pet, auscultar o coração e o pulmão, além de realizar todo o exame físico.

Se, ao examinar o paciente, o médico-veterinário encontrar algum sinal de que o caso do cachorro resfriado parece ser mais sério, ele poderá pedir que alguns exames sejam realizados, como:

  • hemograma;
  • leucograma,
  • raio X de tórax.

Uma vez que o diagnóstico de cachorro resfriado tenha sido concluído pelo médico-veterinário, ele poderá indicar o melhor remédio para gripe canina. No geral, é uma doença fácil de ser tratada e que tem bom prognóstico.

O pet vai precisar ser mantido bem hidratado e com a alimentação correta. Em alguns casos, é possível que o profissional indique xarope de uso veterinário para minimizar a tosse e ajudar o pet a eliminar a secreção nasal.

Se os sinais estiverem mais avançados, é possível que o peludo precise ser submetido à inalação, que ajudará na eliminação da secreção nasal (catarro). Embora não seja tão frequente, o uso de antibiótico pode ser prescrito, para evitar que bactérias oportunistas se instalem e agravem o quadro.

A maioria dos casos de cachorro resfriado costuma ser leve, sem maiores complicações. Isso pode variar de acordo com a idade do peludo, se ele recebe ou não uma nutrição adequada e se já tem uma doença crônica.

Outros cuidados

Se você tem um cachorro com catarro em casa e conta com mais peludos no ambiente, mantenha tudo limpo e arejado. Ademais, separe o animal resfriado dos demais, para tentar evitar que os outros sejam infectados, mas garanta que ele esteja em um local adequado e protegido.

Lembre-se de que os sintomas de gripe em cachorro, mesmo que sejam leves, devem ser observados. O animal precisa ser tratado e acompanhado, para evitar que a doença evolua para uma pneumonia.

cachorro deitado com resfriado

Você sabe como identificar uma pneumonia em cães? Saiba mais sobre essa doença!