Rato twister doente: como identificar e ajudar

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Os ratos estão ganhando o coração e as casas das pessoas. Eles são limpos, inteligentes e incríveis. Gostam da companhia humana, mas caso apresentem comportamento diferente, saiba que pode se tratar de um rato twister doente.

Rato branco parada olhando para a câmera.

Se esse for o caso, o pet vai demonstrar não estar bem por meio de sinais. Isso porque mesmo pertencendo à mesma espécie do rato selvagem, os pets tratados e socializados desde o nascimento não deveriam ter certas atitudes.

Pensando nisso, vem com a gente explorar algumas doenças, entendendo como seu dentucinho vai demonstrar estar doente e, acima de tudo, como você pode ajudá-lo nesse momento, já que ele depende inteiramente de você!

 Problemas de saúde em ratos de estimação

Conhecer as características básicas do seu pet é muito importante para ter um relacionamento saudável com ele. Para saber como ele age, é preciso estar atento ao seu rato twister todo o tempo.

Assim como outros animais, ele tende a parar de se alimentar e fica mais quieto quando está com alguma alteração de saúde. Verifique diariamente seu rato de estimação para estar ciente de sua rotina.

Um rato twister doente pode: agredir você ou algum coleguinha; jogar o peso do corpo em um dos membros; se automutilar; ter dificuldades respiratórias ou soltar uma secreção avermelhada ao redor das narinas e da boca, além de apresentar nódulos, inchaços, entre outros.

Infecções bacterianas

As doenças de rato de origem respiratória e infecciosas são as mais comuns. Existem bactérias e vírus envolvidos nessa infecção, levando à doença respiratória crônica (DRC) ou à pneumonia bacteriana. E qualquer delas pode diminuir quanto tempo vive um rato twister de, em média 2,5 anos para menos de dois.

Doença Respiratória Crônica

A bactéria envolvida é a Mycoplasma pulmonis, com coparticipação de outras bactérias na infecção. Inicialmente, não existem sinais clínicos/sintomas; depois, temos um corrimento nasal, aumento da frequência respiratória, perda de peso, postura encurvada e lágrimas vermelhas.

O tratamento usa antibióticos para aliviar os sintomas sem eliminar, contudo, a infecção. Os broncodilatadores entram como tratamento primário, podendo ser aplicados via oral ou em aerossol. 

O veterinário também pode instaurar uma terapia no rato twister doente, com nebulização diária de solução salina, tornando a secreção mais líquida e facilitando sua eliminação; pedir para reduzir os níveis de amônia da gaiola, com limpeza diária da área suja.

Pneumonia bacteriana

Causada pela Streptococcus pneumoniae. Afeta mais os jovens, sendo delicada nessa fase. Os adultos imunossuprimidos ou debilitados, por diabetes, neoplasia ou deficiência alimentar podem apresentar dificuldade respiratória e coriza.

Percebemos secreção no nariz e nas mãozinhas, devido à limpeza, sendo possível o laboratório encontrar nesse material as bactérias de formato característico (diplococos gram-positivos). Sem tratamento, pode ficar grave e multissistêmica.

No tratamento são usados antibióticos administrados por via sistêmica (orais ou injetáveis) que somente o veterinário poderá prescrever. Converse com ele sobre a melhor opção de aplicação, de acordo com o estado do seu animalzinho.

Rato comendo.

Dermatite ulcerativa

Causada por bactérias Staphylococcus, normalmente presentes na pele, mas que causam problemas quando ocorre algum arranhão ou ferida por mordida, caso haja mais de um pet no mesmo recinto.

Seu pet está com o sistema imune alterado, ele pode apresentar inflamação na pele e feridas na cabeça ou pescoço, locais do trauma. Aparecem abscessos que podem aumentar e formar tumores, especialmente na cabeça. As unhas dos pés devem ser cortadas para evitar maiores danos. Uma avaliação do seu veterinário vai indicar o melhor tratamento.

Neoplasia

Um rato twister doente, com neoplasia, pode apresentar um tumor subcutâneo, o fibroadenoma de glândulas mamárias. Como o tecido mamário é extenso, esse tumor pode surgir do pescoço até a região inguinal. Acomete machos e fêmeas.

O tratamento, é a remoção por cirurgia simples e a sobrevida tem sido relatada como boa. Mas esse tumor tende a ser recorrente, podendo aparecer em outra parte do corpo do animal.

Supercrescimento dentário

Um rato twister com problemas dentários pode apresentar incisivos crescidos, pelo crescimento contínuo! É um problema de manejo que pode ser minimizado com enriquecimento ambiental de itens duros, desgastando os dentinhos deles.

O tratamento do rato twister doente utiliza uma broca de alta velocidade para cortar os incisivos, sem rachar ou lascar. Tratamentos que cortam os dentes com pinça devem ser evitados. Converse com o profissional que fará o procedimento e tire todas as dúvidas! 

O corte com pinça pode fraturar o dente e causar desconforto no rato, além de expor a polpa a bactérias presentes na boca do animal e que podem infeccionar a região.

Risco zoonótico

Nos EUA, aumentaram os casos de crianças com febre por mordida de rato, uma doença que passa ao ser humano e causa diarreia grave, com perda de peso acentuada em bebês e crianças. 

É causada pela bactéria Streptobacillus moniliformis, que convive pacificamente no nariz e faringe do rato twister, mesmo saudável. O tratamento de sucesso consiste na rápida identificação do agente e uso de antibióticos, em ambiente hospitalar.

Rato na mão de uma pessoa.

Não importa qual é a raça do seu amiguinho, seja ele um rato twister dumbo ou um padrão, o importante é não descuidar da saúde dele e, aqui, na Seres, a gente preza pela saúde de todos os animais!

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Saiba o que pode deixar seu porquinho-da-índia estressado

Saiba o que pode deixar seu porquinho-da-índia estressado

#roedores
25 novembro 2022

O porquinho-da-índia é um animal dócil, tímido e carinhoso. Essas características fazem dele um ótimo pet, especialmente para quem não […]

Continuar lendo
Venha descobrir se o hamster sente frio

Venha descobrir se o hamster sente frio

#roedores
23 novembro 2022

Os hamsters são roedores de cuidados fáceis, que não exigem manejos complexos. Porém, conhecer suas particularidades e individualidades ajuda o […]

Continuar lendo
Alimentação do porquinho-da-índia: a dieta apropriada

Alimentação do porquinho-da-índia: a dieta apropriada

#roedores
21 outubro 2022

Muitos roedores tornaram-se pets bastante queridos pelos brasileiros. Entre eles, o porquinho-da-índia merece destaque: fofo, brincalhão, muito ativo e um […]

Continuar lendo
Se tiver dor, o hamster pode tomar dipirona?

Se tiver dor, o hamster pode tomar dipirona?

#roedores
26 setembro 2022

Hamsters são animais práticos e fáceis de cuidar, porém, quando apresentam sinais de doença, devemos socorrê-los prontamente. Remédios comuns na […]

Continuar lendo
Hamster doente: como saber se há algo errado com meu pet?

Hamster doente: como saber se há algo errado com meu pet?

#roedores
23 setembro 2022

É difícil resistir a um animal tão carismático e fofo como o hamster. Apesar de ser brincalhão, esse animal tem […]

Continuar lendo
Doença em coelho: como prevenir ou identificar

Doença em coelho: como prevenir ou identificar

#roedores
22 setembro 2022

Assim como humanos, os animais podem ficar doentes por motivos genéticos, manejo inadequado ou idade avançada. Então, a doença em […]

Continuar lendo
Será que coelho espirrando é motivo de preocupação?

Será que coelho espirrando é motivo de preocupação?

#roedores
11 agosto 2022

Coelhos são fofinhos e estão entre os animais de estimação preferidos dos brasileiros, junto aos cães e aos gatos. Precisam […]

Continuar lendo
Veja algumas dicas de como cuidar de um hamster

Veja algumas dicas de como cuidar de um hamster

#roedores
11 julho 2022

Ter um hamster como pet tornou-se comum, afinal, esse pequeno mamífero é engraçado e adora brincar. Por isso, é importante […]

Continuar lendo
Coelhos têm febre? Aprenda a identificar o coelho com febre

Coelhos têm febre? Aprenda a identificar o coelho com febre

#roedores
24 maio 2022

Assim como outros mamíferos, é possível que seu coelho com febre seja uma resposta a uma infecção. No entanto, não […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.