Vi meu gato vomitando espuma, o que pode ser?

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Os gatos são animais que geralmente escondem os sintomas quando estão doentes ou com dor, mas um gato vomitando espuma é bem aparente ao tutor e deve ser motivo de uma boa observação para saber o que está acontecendo com o bichano.

Gato deitado.

A grande dúvida que surge na cabeça do tutor é se aquele vômito é somente um mal-estar passageiro ou é um sinal de alerta para alguma doença “escondida” no pet.  Por isso, é importante ficar de olho no bichano para notar outros sintomas além do gato vomitando espuma.

O que é o vômito?

O vômito, ou êmese, é definido como a saída pela boca de parte ou de todo o conteúdo do estômago e início do intestino, após uma série de movimentos espasmódicos involuntários.

É um reflexo que ocorre após a estimulação do centro do vômito, localizado no tronco cerebral. Os estímulos são provenientes de diversas partes do corpo e chegam ao centro do vômito pelo sangue (substâncias presentes no sangue) ou via neurônios (dor, estímulos químicos, entre outros).

Alterações vestibulares também causam vômito por estimularem o centro do vômito, ou seja, enfermidades que provocam tontura acabam também provocando as crises de êmese no gato.

Causas mais comuns de vômitos com espuma

Assim como qualquer outro pet, o gato vomitando espuma pode apresentar esse sintoma por diversas causas diferentes que são capazes de estimular o centro do vômito. Seguem as mais comuns:

Bolas de pelos ou tricobezoar

Muitas pessoas acreditam que é normal o gato vomitar de vez em quando, principalmente as famosas “bolas de pelos” ou tricobezoar. Na verdade, vomitar não é normal para nenhum animal. O tutor deve ajudar o pet a não sofrer com esses vômitos, escovando o bichano diariamente.

Ao fazer a escovação diária, a quantidade de pelos que o animal ingere diminui, assim como a irritação que os eles causam no estômago, minimizando esse sintoma.

Outro fator importante nesses vômitos é oferecer ao peludinho uma ração de qualidade, que contenha ingredientes capazes de controlar os tricobezoares. Se mesmo assim o pet eliminar as bolas de pelos no vômito, é possível dar suplementos alimentares que fazem esse controle.

Gastrite

A gastrite é a inflamação no estômago na região que fica em contato com os alimentos e substâncias presentes no órgão. Provoca dor intensa, azia, queimação, mal-estar, náuseas, falta de apetite, emagrecimento e vômitos. Por isso, um gato vomitando espuma pode estar com gastrite.

Ela é causada por substâncias irritantes, corpos estranhos, medicamentos (principalmente anti-inflamatórios), ingestão de plantas irritantes da mucosa gástrica e ingestão de produtos químicos, mais comumente os de limpeza. 

Outras doenças também causam gastrite felina, como doença inflamatória intestinal e até neoplasias no estômago. 

Gato deitado.

Parasitas intestinais

Os parasitas intestinais, apesar de parasitarem o intestino, acabam afetando todo o trato gastrointestinal e levam o gato a vomitar espuma, geralmente esbranquiçada, com diarreia, apatia e emagrecimento. É mais comum nos filhotes, mas também pode ocorrer nos adultos.

Esses parasitas internos podem causar um sintoma chamado pelos veterinários de “apetite depravado”, que é quando o gato pode começar a comer coisas estranhas, como madeira, na tentativa de obter nutrientes que sente falta.

Doença inflamatória intestinal

A doença inflamatória intestinal felina é uma enfermidade cujo nome já explica: trata-se da inflamação dos intestinos delgado e/ou grosso do bichano. Além do gato vomitando espuma branca, ele pode ter diarreia, perda de peso e apetite aumentado ou diminuído.

Como o pâncreas está localizado na porção inicial do trato digestivo, também pode ser afetado, juntamente ao fígado, e deixar o gato vomitando espuma amarela. É um problema muito parecido com o linfoma intestinal, como veremos logo a seguir.

Acomete gatos de todas as idades, mas principalmente de meia-idade a idosos, com média de 10 anos. Não apresenta predileção sexual ou racial e parece ter causa imunomediada, sendo considerada uma doença crônica, que não tem cura, mas tem tratamento e controle. Seu diagnóstico é de suma importância, pois a inflamação pode evoluir para um linfoma intestinal. 

Linfoma intestinal

O linfoma intestinal, ou alimentar, é uma neoplasia cujo diagnóstico vem aumentando nos felinos. Provoca vômitos, diarreia, emagrecimento progressivo, falta de apetite e letargia.

Acomete animais de todas as idades, principalmente de meia-idade a idosos. Animais jovens podem ser acometidos, principalmente com doenças concomitantes, e primárias como FELV (leucemia felina). Não tem predileção sexual ou racial. Deve ser diferenciada da doença inflamatória intestinal para o tratamento correto.

Pancreatite

A pancreatite é a inflamação do pâncreas. Pode ser aguda, ou crônica. Provoca vômitos, dor, letargia e perda de peso. É causada pela ativação das enzimas pancreáticas digestivas ainda dentro do órgão, lesionando-o.

O que leva a essa ativação ainda é uma incógnita, mas a doença inflamatória intestinal é sua principal causa de base, além de parasitismo e até reações a medicamentos. 

A principal sequela da pancreatite é a insuficiência do pâncreas em fabricar as enzimas digestivas e/ou a insulina, caracterizando então a insuficiência pancreática exócrina e a diabetes mellitus, respectivamente.

Sendo uma lista assim tão vasta, é de extrema importância que a causa do gato vomitando seja bem identificada para que não se fique administrando antieméticos e atrasando o correto tratamento do bichano.

Gato no veterinário.

Então, procure ajuda veterinária para o gato vomitando espuma e ajude o bichano a melhorar. No Hospital Veterinário Seres, você encontra os exames mais modernos e os profissionais mais qualificados. Venha nos conhecer!

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Tem um gato ansioso? Confira aqui o que fazer para ajudá-lo!

Tem um gato ansioso? Confira aqui o que fazer para ajudá-lo!

#gatos
19 novembro 2022

Olhos vigilantes e atentos a tudo. Sustos constantes. Agitação. Hiperatividade. Coração acelerado. Se seu animal está apresentando esses sintomas, você […]

Continuar lendo
Percebeu o gato soltando muito pelo? Nós podemos te ajudar!

Percebeu o gato soltando muito pelo? Nós podemos te ajudar!

#gatos
16 novembro 2022

Todo tutor sabe que gatos perdem pelo e, às vezes, até parece que é proposital. Porém, um gato soltando muito […]

Continuar lendo
Confira dicas de como limpar dente de gato

Confira dicas de como limpar dente de gato

#gatos
15 novembro 2022

Para manter a saúde e os cuidados do seu bichano em dia, além das vacinações, vermífugos, brincadeiras e cuidados com […]

Continuar lendo
Dente de gato caindo: saiba se isso é normal

Dente de gato caindo: saiba se isso é normal

#gatos
12 novembro 2022

A maioria dos tutores de gato são muito atentos a tudo o que acontece com eles. No entanto, alguns problemas […]

Continuar lendo
O que você precisa saber sobre vacina para gato

O que você precisa saber sobre vacina para gato

#gatos
07 novembro 2022

Quando adotamos um bichinho de estimação, é normal que surjam muitas dúvidas quanto aos cuidados com a sua saúde, especialmente […]

Continuar lendo
Gato pode tomar dipirona, mas somente sob prescrição!

Gato pode tomar dipirona, mas somente sob prescrição!

#gatos
14 setembro 2022

Medicar os gatos não é tarefa fácil para nenhum tutor. Imagina, então, se for a dipirona! Seu gosto ruim dificulta […]

Continuar lendo
Vamos descobrir se pode dar Buscopan para gatos?

Vamos descobrir se pode dar Buscopan para gatos?

#gatos
12 setembro 2022

Os gatos estão ganhando espaço dentro dos lares brasileiros e, em breve, a expectativa é que ultrapassem o número de […]

Continuar lendo
Gato com ferida exposta: o que pode ser?

Gato com ferida exposta: o que pode ser?

#gatos
09 setembro 2022

Gato com ferida exposta é um problema recorrente entre os tutores. Há diversos motivos que podem resultar em um machucado, […]

Continuar lendo
Não é normal ter um gato com diarreia. Saiba o que pode ser

Não é normal ter um gato com diarreia. Saiba o que pode ser

#gatos
25 agosto 2022

Os gatos são muito higiênicos e escondem as fezes depois de usarem a caixinha. Por isso, muitas vezes, o tutor […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.