Qual será o motivo do gato com alergia? Há diversos fatores desencadeantes de um processo alérgico no bichano, entre eles o contato com um produto químico, a aspiração de um odor forte e até a picada de um parasita. Quer evitar que seu pet sofra com esse problema? Então, veja algumas dicas! 

gato com alergia

Dicas para evitar ter um gato com alergia em casa

A alergia em gatos pode ser causada por inúmeros fatores, e o tutor nem sempre poderá evitar que o bichano sofra com ela. Entretanto, há alguns cuidados na rotina diária que ajudam tanto a impedir o processo alérgico, como a manter o bichinho saudável. Veja algumas dicas do que fazer para manter o pet bem. 

Não deixe o pet ter acesso a desinfetante

Sabe quando você está limpando a casa, e o bichano quer brincar? Muitas vezes, ele acaba pisando no chão molhado só para ver o que você está fazendo, não é? O problema é que muitos pets têm alergia a esses produtos químicos comumente usados na residência. 

Caso o pet se molhe acidentalmente na água com desinfetante, por exemplo, o tutor poderá notar, posteriormente, o gato com alergia na pele. Nesses casos, além da vermelhidão, pode ocorrer a queda de pelo.

Também há a possibilidade de o bichano aspirar o cheiro do produto de limpeza e desenvolver alergia. Se o felino for asmático, por exemplo, ele pode ter uma crise. Por isso, é sempre bom evitar que os bichinhos de estimação tenham contato com produtos de limpeza. 

Faça o controle de pulgas

Você tem um gato com alergia à pulga em casa? Então, fique muito atento, pois basta um inseto para que o bichano possa ter queda de pelo e outros sinais. Por isso, é necessário controlar os ectoparasitas, como pulgas, piolhos e carrapatos, que podem desencadear um processo alérgico. 

Para isso, é possível usar a medicação pour-on, que deve ser aplicada mensalmente. Também há alguns comprimidos que ajudam no controle de pulgas e carrapatos, atuando no tratamento de alergia de gato na pele. Converse com o médico-veterinário do bichano para que ele indique o melhor para o seu gatinho. 

Escove o animal

Se o gato tem alergia à picada de pulga, por exemplo, é importante ficar sempre atento, inspecionando os pelos e a pele do pet para ver se não há nenhum parasita. Um bom momento para isso é durante a escovação do bichinho.

Escove os pelos do gatinho pelo menos em dias alternados. Aproveite para ver se não há nada de anormal, se a pele não está vermelha ou se há alguma lesão. Além de manter o pet bonito e limpinho, a escovação ajuda a evitar a formação de bolas de pelo. 

gato com alergia

Tome cuidado com perfumes e outros produtos

Há tutores que gostam de passar perfume apropriado para pets nos felinos. Esse é o seu caso? Então, saiba que alguns bichanos podem ser alérgicos ao cheiro desses produtos. Nesse caso, é indicado evitar o uso. Caso precise dar banho, opte por um shampoo neutro e sem cheiro. 

Ofereça ração de qualidade

Embora a qualidade do alimento não esteja diretamente ligada ao fato de ter um gato com alergia em casa, é fato que cuidar da nutrição é essencial. Isso ajuda o pet a se manter saudável e com a pelagem bonita. 

Caso o animal tenha alergia alimentar, o médico-veterinário poderá indicar uma ração hipoalergênica. Além disso, é provável que prescreva um corticosteroide para melhorar os sinais clínicos.  

gato com alergia

Afinal, quais são os sinais clínicos que indicam caso de gato com alergia? Como é feito o tratamento do gato com alergia? Veja todos os detalhes sobre a alergia dos bichanos aqui.