Quando você procura um médico, é comum que ele peça diversos exames, como radiografias ou hemogramas. Isso ajuda a determinar o diagnóstico e avaliar as condições do organismo. O mesmo acontece quando os médicos-veterinários pedem exames para cachorro. Então, conheça os principais.

cachorro no colo de veterinário

Exames mais comuns para cachorro

Vai levar o peludo ao médico-veterinário? Não se assuste se ele pedir alguns exames para cachorro. Isso é comum e ajuda a avaliar a saúde do seu peludo por completo. A seguir, conheça alguns dos exames para cachorros mais realizados na clínica de pequenos animais.

Ecocardiograma e eletrocardiograma

Para poder fazer uma avaliação completa da saúde do coração do seu peludo, o médico-veterinário poderá solicitar a realização de um ecocardiograma em cachorro. Esse exame poderá fornecer informações como:

  • tamanho e função das câmaras cardíacas;
  • espessura das paredes e integridade das válvulas,
  • dados sobre o fluxo sanguíneo.

Do mesmo modo, outro exame que ajuda a avaliar o coração do peludo, sendo ainda mais comum que o ecocardiograma, é o eletrocardiograma veterinário. Ele registra a atividade elétrica do coração, permitindo avaliar e acompanhar doenças cardíacas, como, por exemplo, arritmias.

Endoscopia

A endoscopia é usada tanto para diagnóstico como para tratamento. Trata-se de um tubo flexível que permite avaliar, por meio de uma câmera, alguns órgãos internos.

Por esse tubo também é possível introduzir pinças que possibilitarão, por exemplo, a retirada de um corpo estranho, sem que o peludo precise passar por cirurgia. Por isso, além de ser um exame que ajuda no diagnóstico, pode servir como uma maneira de tratar os animais.

Radiografia veterinária

Por meio da realização do exame de raio-X para cachorro é possível avaliar alterações diversas no organismo do pet. Dentre elas, a existência de fratura ou mudanças em diversos órgãos. Dessa forma, é possível solicitar esse, que é um dos exames para cachorro, para avaliar, por exemplo:

  • abdome e tórax;
  • articulações e ossos longos,
  • crânio, coluna vertebral e pelve.

veterinária fazendo carinho em cachorro

Tomografia

O exame de tomografia para cachorro pode ajudar no diagnóstico de tumores, doenças ortopédicas e avaliação de diferentes órgãos. As imagens em alta definição permitem que o médico-veterinário avalie:

  • crânio;
  • coluna vertebral;
  • tórax;
  • abdome;
  • região cervical,
  • sistema musculoesquelético.

Ultrassom veterinário

A realização do exame de ultrassom em cães é muito semelhante ao de humanos. O teste é indolor e permite a avaliação dos órgãos do peludo. Por isso, pode ser adotado em diversos casos, como no acompanhamento de uma gestação, por exemplo.

Urina

A coleta de xixi dos animais costuma ser feita pelo médico-veterinário, na clínica, com o uso de sonda. Depois disso, é possível fazer, por exemplo, uma análise de sedimentos, fazer cultura e antibiograma, urinálise, dosagem de proteína e creatinina urinária.

Exames de sangue

Afinal, porque o médico-veterinário coleta sangue dos animais de estimação?  Resumidamente, ele pode solicitar diversos exames para cachorro, dentre os mais frequentes, estão o hemograma e o bioquímico. No caso do primeiro exame de sangue em cachorro, o profissional poderá solicitar:

  • contagem de plaquetas, de células vermelhas e de células brancas;
  • contagem de reticulócitos;
  • provas de coagulação (TTPA e TP),
  • teste de compatibilidade sanguínea.

Já o exame de bioquímica é solicitado para avaliar se o rim, o pâncreas, o fígado e outros órgãos dos cães estão funcionando bem. Para isso, o médico-veterinário deverá definir o que precisa mensurar, de acordo com as suspeitas clínicas. Os principais marcadores são:

  • eletrólitos (potássio, sódio, cloreto e cálcio ionizado);
  • ureia, fósforo e creatinina, para avaliar os rins;
  • proporção e gases no sangue (hemogasometria) e glicemia;
  • albumina, ácidos biliares, globulinas, proteínas totais, bilirrubinas, ALT e FA, para avaliar o funcionamento do fígado;
  • colesterol e triglicérides;
  • lipase pancreática específica e amilase, para avaliar o pâncreas.

Esses são os exames para cachorro mais frequentes. Contudo, no dia a dia, o médico-veterinário poderá realizar diversos outros como, por exemplo, o exame de cinomose (teste rápido) e tantos outros.

Animais com excesso de secreção ocular, por exemplo, podem ser submetidos ao teste de Schirmer, que é usado para diagnóstico de ceratoconjuntivite seca.

veterinária examinando cachorro

Você conhece essa doença que frequentemente acomete cães e gatos? Saiba mais sobre ela e outras doenças oftálmicas