Coelho com diarreia: quais são as causas e como ajudar?

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

Os motivos de um coelho com diarreia podem ser variados e, muitas vezes, complicados de identificarmos sozinhos. Eles podem estar relacionados à idade, pois os mais jovens são mais propensos a apresentar algum quadro de diarreia, ou ao ambiente, já que a exposição a alguns agentes pode levar a diarreias.

Coelho sentado na grama.

Algumas diarreias tendem a desaparecer por si mesmas, como as causadas por alguns vírus, enquanto outras precisam de atenção veterinária. Então, acompanhe esta postagem sobre o que causa diarreia em coelhos e como você pode ajudar seu peludinho.

A diarreia é um modo preocupante de o seu pet perder água e ficar desidratado. Por isso, ficar procurando na internet um remédio para coelho com diarreia pode atrasar o tratamento veterinário e diminuir as chances de cura! 

Preparamos uma rápida explicação para você sobre a digestão dos coelhos e os motivos que podem levá-los a terem diarreia. Identificando e tratando as causas, você vai ajudar na saúde do coelho.

Como é a digestão dos coelhos?

Os coelhos são considerados herbívoros e tem digestão fermentativa, especialmente em uma região chamada cecocólica. Eles têm um trânsito digestório rápido e é importante conhecer uma peculiaridade sobre isso.

Existem fezes noturnas (cecotróficos) diferenciadas e ricas em nutrientes. Os coelhos as consomem, por isso não as vemos. Porém, se isso não acontecer, podemos confundi-las com um quadro de coelho com diarreia. 

Alguns motivos da diarreia em coelhos

A diarreia em coelhos, conforme já foi informado, pode ter várias causas. Contudo, em grande parte, ela está relacionada com microrganismos capazes de alterar o microambiente gastrintestinal do seu pet. Eles podem ser bactérias, vírus ou protozoários. Veja algumas causas que podem levar ao coelho com diarreia:

Enterite clostridiana e enterotoxicose ― comuns em coelhos

Os sinais são diarreia, falta de apetite (anorexia), apatia, desidratação e, sem cuidados, morte. Tudo isso é causado pela produção de uma toxina na região digestiva (enterotoxina) por uma bactéria, a Clostridium spiroforme.

Levar seu animalzinho ao veterinário em tempo pode fazê-lo responder bem à terapia. Também é importante não esperar seu coelho entrar em estados preocupantes como queda de temperatura (hipotermia), batimentos cardíacos lentos (bradicardia) e letargia.

Coccidiose 

São infecções gastrintestinais ou hepáticas causadas por protozoários (Eimeria spp.). Eles são microrganismos que se multiplicam usando as células do intestino, causando a morte dessas células e levando à diarreia, que pode ser mucosa ou sanguinolenta.

Coelho sentado na grama.

Diarreia aguda

Tudo que é agudo precisa ser entendido como rápido, vigoroso e grave. As diarreias agudas rapidamente evoluem para estados de dor abdominal, desidratação severa e depressão. Portanto, agir rápido no tratamento da diarreia em coelhos é fundamental para aumentar as chances de sobrevivência.

Se seu coelho precisou usar antibióticos por algum problema anterior e, depois disso, apresentou uma diarreia, saiba que essa pode ser a causa. Aliás, antes de procurar o que dar para coelho com diarreia, saiba que o veterinário é o profissional mais indicado para prescrever qualquer tratamento.

Os coelhos precisam de forragem e feno de caule longo para manter a microbiota intestinal saudável. Estresse e uso de dietas sem fibra grossa, como alguns alimentos peletizados sem feno ou gramíneas, também podem causar essa diarreia aguda, chegando até à enterotoxemia.

Diarreia crônica 

Entende-se por crônico tudo que demora um tempo naquele estado. No caso do coelho com diarreia, pode haver uma alteração na frequência, na consistência e/ou no volume das fezes, de semanas a meses ou com um padrão periódico.

Novamente, isso pode estar relacionado com alterações da microbiota intestinal ou cecal; com uso de antibióticos; com estresse ou, de modo mais frequente, má nutrição. Coelhos são comedores de fibras grossas, por isso é preciso se atentar à dieta do seu pet.

Intoxicação por chumbo 

Os coelhos podem lamber ou mastigar superfícies domésticas e, com isso, aumentar as concentrações de chumbo no sangue. Porém, isso raramente pode levar a um quadro de diarreia. 

Alimentação 

Quando já estão com diarreia, alguns coelhos tendem a consumir menos folhas verdes. Nesse caso, ofereça feno de grama sozinho, já que a falta de apetite prolongado (anorexia) pode aumentar os problemas gastrintestinais.

Se o animal não está comendo, oferecer uma variedade de verduras frescas e úmidas pode levá-lo a comer, como alface romana (não pode alface), salsa, cenoura, coentro, folhas de dente-de-leão, espinafre e couve. Evite alimentos ricos em carboidratos simples. 

Alguns estudos em coelhos de laboratório mostraram que quadros de coelho com diarreia também podem ter origem viral. Por isso, vamos explorar algumas doenças virais que podem acometer seu dentucinho:

Enterites adenovirais  

Essa inflamação do intestino causa diarreia abundante, com baixa mortalidade. Apesar de a infecção ser viral, ela provoca aumento da quantidade de bactérias E. coli.

Infecção por calicivírus  

É uma doença sistêmica que também atinge o trato gastrointestinal e pode causar diarreia, apesar de este não ser o sinal mais frequente desta doença.

Enterite rotaviral 

Os rotavírus são a principal causa de enterite (inflamação do intestino) humana e animal, geralmente atingindo coelhos lactantes ou desmamados. Um coelho com diarreia pode, dependendo do tipo, ficar rapidamente enfraquecido.

Agora, você pode auxiliar seu companheiro

Coelho andando na grama.

Como você percebeu, é importante observar algumas alterações comportamentais que podem levar a uma diarreia em seu coelhinho. Para isso, a equipe veterinária de Seres está pronta para lhe atender, sempre com respeito e atenção! 

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Saiba o que pode deixar seu porquinho-da-índia estressado

Saiba o que pode deixar seu porquinho-da-índia estressado

#roedores
25 novembro 2022

O porquinho-da-índia é um animal dócil, tímido e carinhoso. Essas características fazem dele um ótimo pet, especialmente para quem não […]

Continuar lendo
Venha descobrir se o hamster sente frio

Venha descobrir se o hamster sente frio

#roedores
23 novembro 2022

Os hamsters são roedores de cuidados fáceis, que não exigem manejos complexos. Porém, conhecer suas particularidades e individualidades ajuda o […]

Continuar lendo
Alimentação do porquinho-da-índia: a dieta apropriada

Alimentação do porquinho-da-índia: a dieta apropriada

#roedores
21 outubro 2022

Muitos roedores tornaram-se pets bastante queridos pelos brasileiros. Entre eles, o porquinho-da-índia merece destaque: fofo, brincalhão, muito ativo e um […]

Continuar lendo
Se tiver dor, o hamster pode tomar dipirona?

Se tiver dor, o hamster pode tomar dipirona?

#roedores
26 setembro 2022

Hamsters são animais práticos e fáceis de cuidar, porém, quando apresentam sinais de doença, devemos socorrê-los prontamente. Remédios comuns na […]

Continuar lendo
Hamster doente: como saber se há algo errado com meu pet?

Hamster doente: como saber se há algo errado com meu pet?

#roedores
23 setembro 2022

É difícil resistir a um animal tão carismático e fofo como o hamster. Apesar de ser brincalhão, esse animal tem […]

Continuar lendo
Doença em coelho: como prevenir ou identificar

Doença em coelho: como prevenir ou identificar

#roedores
22 setembro 2022

Assim como humanos, os animais podem ficar doentes por motivos genéticos, manejo inadequado ou idade avançada. Então, a doença em […]

Continuar lendo
Será que coelho espirrando é motivo de preocupação?

Será que coelho espirrando é motivo de preocupação?

#roedores
11 agosto 2022

Coelhos são fofinhos e estão entre os animais de estimação preferidos dos brasileiros, junto aos cães e aos gatos. Precisam […]

Continuar lendo
Veja algumas dicas de como cuidar de um hamster

Veja algumas dicas de como cuidar de um hamster

#roedores
11 julho 2022

Ter um hamster como pet tornou-se comum, afinal, esse pequeno mamífero é engraçado e adora brincar. Por isso, é importante […]

Continuar lendo
Coelhos têm febre? Aprenda a identificar o coelho com febre

Coelhos têm febre? Aprenda a identificar o coelho com febre

#roedores
24 maio 2022

Assim como outros mamíferos, é possível que seu coelho com febre seja uma resposta a uma infecção. No entanto, não […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.