Sabe quando um cãozinho parece ter uma película esbranquiçada nos olhos? Isso pode ser um indício da catarata em cachorro.

Uma das causas mais comuns de cegueira, a catarata é a opacificação da lente dos olhos, chamada de cristalino. Com diferentes causas, a doença impede que a luz chegue à retina, prejudicando a visão do animal.

cachorro com semblante triste

A seguir, você acompanha tudo sobre a catarata em cachorro, incluindo causas, sintomas e tratamento.

Principais causas da catarata em cachorro

Conversamos sobre o assunto com a médica-veterinária da Petz, Dra. Mariana Sui Sato. Ela conta que os casos de doenças oculares em cães, com destaque para a catarata, aumentaram bastante nos últimos anos.

De todo modo, não pense que isso é necessariamente uma má notícia!

Segundo a especialista, uma das explicações é que os pets estão vivendo por mais tempo. Portanto, é normal que venham a apresentar problemas típicos de idosos, como a catarata canina.

Entretanto, é importante ressaltar que as causas da doença são muito diversificadas. “Hoje, sabe-se que grande parte das cataratas pode ter caráter hereditário”, explica a Dra. Mariana. Nesse sentido, a veterinária diz que algumas raças são mais propensas à doença, como Yorkshire, Poodle e Bichon Frisé.

Catarata e diabetes em cães

Além da genética, a catarata em cães também pode estar associada a outros fatores. Deficiências nutricionais, traumas causados na região ocular e diabetes mellitus são alguns exemplos.

cachorro dentro de cesto olhando para foto

“Cachorros diabéticos com a doença mal controlada têm um risco maior de desenvolvimento rápido da catarata”, diz a veterinária. “Já nos casos em que há um bom controle, com flutuações mínimas da glicemia, as chances de formação da catarata a longo prazo ficam reduzidas”, completa.

Conheça os sintomas da catarata em cachorro

Conforme explica a veterinária, a catarata pode ser uni ou bilateral. Ou seja, ela está presente em somente um olho ou nos dois.
Além disso, entre os principais sintomas que indicam um cachorro com catarata estão:

  • Olhos lacrimejando e com aumento de secreção;
  • Formação de círculos azuis na região dos olhos;
  • Olhos opacos e esbranquiçados,
  • Aumento da sensibilidade à luz.

“É comum que os tutores procurem a clínica veterinária após verificarem uma mudança de comportamento do pet, que pode ter a visão e a qualidade de vida diminuídas”, diz a médica.

Nesse sentido, além da preferência por lugares mais escuros, o pet também pode passar a esbarrar nos móveis da casa. Além disso, pode ter dificuldade em localizar os brinquedos lançados para ele.

Diagnóstico e tratamento da catarata canina

O veterinário especializado em oftalmologia é o profissional mais indicado para fazer o diagnóstico da catarata em cachorro.

Por meio de exames e com a ajuda de equipamentos específicos, ele consegue diagnosticar o tipo, a localização e como a doença está interferindo na visão canina.

Portanto, vale ressaltar que a catarata em cachorro tem cura. Uma vez identificada a doença, o tratamento é quase sempre cirúrgico, com retorno da visão em até 80% dos casos.

cachorro com olho doente

“Antigamente, os riscos associados à cirurgia de catarata em cachorro, as técnicas pouco desenvolvidas e o alto custo faziam com que os procedimentos fossem menos comuns. Porém, hoje, o cenário é diferente”, diz a veterinária. Ela enfatiza também a importância de se buscar as causas que levaram ao aparecimento da catarata.

Percebeu algum sintoma diferente no seu amigo de quatro patas? Converse com o médico-veterinário do peludo ou procure uma unidade de atendimento da Petz mais próxima de vocês!