Algumas doenças que afetam os peludos são muito delicadas e têm um tratamento difícil. Uma delas é o câncer de fígado em cães idosos, que altera o funcionamento de todo o organismo. O bichinho vai precisar de suporte e de vários medicamentos. Conheça mais sobre a doença e os tratamentos possíveis.

cancer de fígado em cães

Como o câncer de fígado em cães idosos começa?

O câncer em cachorro idoso é causado por uma célula que começa a se multiplicar de forma desordenada. A localização do primeiro tumor varia e pode ser em qualquer órgão, dependendo de onde estiver a célula que sofre a alteração.

Uma vez que o câncer comece a se desenvolver em qualquer parte do corpo, as células cancerígenas, que estão se multiplicando de forma errada, podem migrar para outros órgãos.  Assim, podemos dizer que o primeiro órgão acometido tem o que é classificado como tumor primário.

Já os outros órgãos afetados com as células cancerígenas recebem um tumor secundário (metastático). No caso do câncer de fígado em cães idosos, embora ocorra o tumor primário, muitas vezes, ele é secundário. A localização do tumor de origem pode variar bastante e sem, por exemplo:

  • Em mama;
  • Em pele,
  • Em bexiga, entre outros.

Tumores primários no fígado

O câncer de fígado primário mais comum em cães idosos é chamado de carcinoma hepatocelular. Ele é maligno e originado das células do fígado. No entanto, algumas vezes, podem ser diagnosticados os adenomas hepatocelulares ou os hepatomas, que são considerados tumores benignos.

O cachorro com câncer no fígado (maligno) pode ter a neoplasia espalhada para outros órgãos. Já no caso do tumor benigno, não há metástase. Muitas vezes, ele não chega a causar sinais clínicos.

Seja qual for a situação, nem sempre é possível identificar a causa que levou as células hepáticas a se multiplicarem desordenadamente. No entanto, a ingestão de toxinas, alimentos com fungos ou até corantes pode estar ligada ao desenvolvimento da neoplasia.

Isso ocorre porque muitas substâncias que circulam no corpo do pet acabam passando pelo fígado, para que sejam processadas. Dessa forma, quanto mais componentes agressivos chegarem até esse órgão, maiores serão as chances do desenvolvimento de um tumor.

cancer de fígado em cães

Quais são os sinais clínicos de câncer de fígado em cães idosos?

Os sintomas de câncer no fígado em cães variam de acordo com o tipo de neoplasia e o tamanho dela. Caso seja um tumor benigno, ele pode não gerar nenhum sinal clínico ou, em alguns casos, provocar a hipoglicemia, por exemplo. No entanto, quando o animal tem câncer, ele pode apresentar:

  • Dor abdominal;
  • Vômito;
  • Diminuição ou ausência de apetite;
  • Distensão abdominal (aumento de volume na barriga);
  • Fraqueza generalizada;
  • Dificuldade para respirar ou aumento na frequência respiratória;
  • Gengivas pálidas;
  • Icterícia (pele, olhos e mucosas ficam amareladas);
  • Emagrecimento;
  • Apatia,
  • Manifestação de dor (prostração, vocalização).

Como é feito o diagnóstico? Há tratamento?

Ao ser levado ao médico-veterinário, o pet será examinado por um profissional, que poderá solicitar exames complementares. Ultrassonografia e exame de sangue são os mais comuns. Com o resultado em mãos, poderão ser encontrados sinais como:

  • Alterações de enzimas hepáticas;
  • Diminuição de proteínas do sangue;
  • Sangramentos abdominais.

Quando todas essas alterações são descobertas cedo, ou seja, antes do pet ter sintomas, a possibilidade de tratamento é maior. Por isso, é indicado que cães idosos sejam submetidos, semestralmente, a um check-up.

Assim, se o câncer de fígado em cães idosos estiver começando a se formar, o animal poderá receber protetores hepáticos, antioxidantes e suplementação de vitaminas. Também poderá ser feito o manejo alimentar, de forma que sobrecarregue menos o órgão.

Em casos mais raros, a cirurgia para a retirada do tumor poderá ser uma opção de tratamento. No entanto, quando o pet já apresenta diversos sintomas, o caso é mais delicado. Geralmente, é feito o suporte com hidratação, analgésicos, antieméticos e outros medicamentos, que melhorem a qualidade de vida do peludo.

câncer de fígado em cães idosos

Caso tenha notado qualquer alteração no seu pet, agende uma consulta. Na Seres, estamos prontos para atendê-lo 24 horas por dia!