As abelhas podem aparecer em alguns períodos do ano, especialmente se você tem plantas com flores que as atraiam para a sua casa, como manjericão, orégano, alecrim, erva-doce, malva, dente-de-leão, hortelã, tomilho, margaridas, girassóis e outras coloridas.

Cachorro na grama olhando para as flores.

Sabendo da capacidade desse inseto em ferroar seu pet, é importante sempre ficar atento para ver se cachorro comeu abelha e se isso é um perigo para ele. Vem com a gente!

Por que cachorros comem abelhas?

Cachorros saudáveis são seres curiosos! Com certeza, abelhas não estão entre o que o cachorro pode comer, mas como alguns adoram passar um tempo ao ar livre, brincando entre as flores, o perigo de engolir uma torna-se real. Alguns deles engolem durante o voo do inseto, por exemplo.

Em que situações você precisa se preocupar?

Antes de tudo, se seu cachorro comeu abelha, verifique qual tipo de inseto foi, pois, no Brasil, existem muitas famílias de abelhas sem ferrão (ASF). Caso engolidas, elas podem, no máximo, irritar a mucosa oral pelas estruturas externas que têm, sem causar danos maiores.

As ASF podem ser grandes e, nesse caso, o contato do corpo delas com a boca gera um desconforto e até uma inflamação, caso seu peludinho seja alérgico a essas estruturas externas da abelha.

As abelhas que podem trazer preocupação são as abelhas-africanizadas, da espécie Apis mellifera, com um corpo escuro e algumas listras amarelas — é a imagem que vem à mente quando pensamos em abelhas.

O perigo nelas se deve ao fato de possuírem ferrão e, em alguns casos, serem agressivas, respondendo ao ataque do seu cachorro mesmo morrendo depois de ferroar. Isso porque as farpas presentes no ferrão de abelha a impede de se soltar sem perder parte dos seus órgãos internos.

Se você estava presente no momento em que seu cachorro comeu abelha, antes de tudo, é preciso averiguar se o inseto estava no chão ou se ele a caçou ativamente, enquanto ela voava.

A diferença é que uma abelha no chão já pode estar debilitada, intoxicada ou mesmo sem ferrão. Nesse caso, acompanhe as reações do seu peludinho antes de se preocupar.

Comer abelha faz mal? Caso ele tenha comido a abelha no chão e viva, fique atento aos sinais, pois ele pode ter sido picado na região interna da boca, língua ou garganta, podendo sofrer as reações da mesma forma.

Caso observe que ela já estava morta quando o cachorro comeu a abelha, é possível que esteja sem o ferrão e a toxina, então ela será digerida por seu trato gastrointestinal sem problemas, tendo as partes possíveis aproveitadas na digestão ou expelidas pelas fezes.

Já uma abelha pega voando tem mais chances de estar saudável e com o ferrão, portanto, mais responsiva ao ataque. Isso pode fazer com que as picadas de abelha em cachorro aconteçam na boca ou durante o trajeto até o estômago.

Abelha parada em uma planta.

Quais sinais ajudam a saber se ele está passando mal?

Outra preocupação na hora de verificar se o cachorro comeu abelha acontece porque alguns animais, assim como seres humanos, podem ter uma reação alérgica ou de choque anafilático a picadas ou mordidas de insetos.

Essas reações exageradas acontecem entre 10 e 30 minutos após a picada, podendo ocorrer depois de algumas horas, já que não se sabe quanto tempo depois de ingerida a abelha picará seu peludinho.

Caso ele tenha essa resposta, é preciso vigiar durante um tempo os sinais do cachorro que comeu abelha, como:

  • inchaço dos olhos;
  • inchaço do rosto;
  • dificuldade respiratória.
  • áreas de vermelhidão pelo corpo;
  • coceira na região do rosto ou pelo corpo (mais intensa);
  • ou qualquer outro sintoma inespecífico como: vômito, diarreia, apatia, etc.

Se algum desses sinais aparecer, não espere! Leve seu pet até um veterinário de confiança o quanto antes, pois esse estado que leva ao choque pode resultar em uma parada respiratória e culminar em morte.

Como você pode ajudar seu peludinho

A melhor maneira de ajudar um cachorro que comeu abelha é levando-o para um local interno, tranquilo, sem sons, broncas ou movimentos bruscos, onde seja fácil observá-lo nas próximas horas, buscando aqueles sinais já descritos.

Se dentro desse período você notar um inchaço localizado, especialmente na região das bochechas do seu pet, é bem provável que a picada tenha acontecido ali.

Não se esqueça de que a região está sensível, e ele, mesmo sem nunca ter te mordido, pode reagir de modo diferente dessa vez se tentar manuseá-lo. Diante de qualquer receio em manipular seu cãozinho, leve-o até uma clínica veterinária de confiança.

Não busque na internet como tratar picada de abelha em cachorro, pois a maioria dos textos aconselha a retirada do ferrão e, sem o equipamento e a técnica adequados, as farpas podem machucar ainda mais seu animal.

Lembre-se: manter a qualidade de vida e o bem-estar do seu peludinho precisa ser sua prioridade, por isso, ao perceber a presença do ferrão, leve o pet ao veterinário para que todas as providências corretas sejam tomadas e o inchaço diminua. Agora você já sabe o que fazer quando o cachorro comeu abelha.

Cachorro deitado na grama.

Nós, da Seres, priorizamos o bem-estar de todos os nossos clientes, sempre com conhecimento técnico aliado ao amor. Aqui, seu cãozinho vai encontrar os melhores profissionais e, com certeza, você vai virar cliente!