Você viu uma remela verde no olho do cachorro e não sabe o que isso quer dizer? Não se preocupe, vamos explicar detalhadamente o que pode estar acontecendo com seu amigo.

Cachorro deitado na grama.

As remelas ou secreção esverdeada podem ser um excesso de muco filme lacrimal. Elas surgem normalmente nos cantos dos olhos dos cães todos os dias pela manhã, têm consistência mucóide.

Formação da remela

A lágrima é composta por três substâncias: um muco, que mantém a umidade e aprisiona partículas de sujeira; um líquido rico em sais e proteínas que aumentam o poder lubrificante da lágrima; e uma gordura, que previne a evaporação dela.

Quando pisca, o cachorro mistura e espalha essas três substâncias pelo olho, promovendo a lubrificação e a limpeza dele. Essa mistura é chamada de filme lacrimal e o excesso dela se acumula no canto do olho.

Durante a noite, a secreção da fração mais líquida da lágrima diminui, sobrando o muco e a sujeira. Com a evaporação natural da lágrima e o ressecamento do muco, há a formação da remela. Assim, é normal a presença dessa substância nos olhos pela manhã e em alguns momentos do dia. 

Para retirá-la, é só lavar os olhos com água ou passar um algodão umedecido no canto deles. Porém, a produção excessiva ou a mudança na cor da remela é indício de que algo não vai bem com a saúde dos olhos ou do corpo como um todo. Pode ser uma simples conjuntivite, mas também alguma doença sistêmica mais séria. Abaixo, detalhamos os possíveis casos.

Conjuntivite

A conjuntivite é a inflamação ou infecção da conjuntiva, uma membrana bem fina que recobre a mucosa palpebral (a parte interna e rosada da pálpebra) e a esclera (o branco dos olhos). Essa doença pode ocasionar remela verde no olho do cachorro.

Ela é causada por traumas, corpos estranhos, ressecamento dos olhos, alergias, substâncias irritantes e micro-organismos patogênicos, sendo as bactérias mais comuns que os vírus.

Os sintomas da doença vão depender da gravidade, indo desde sinais leves, como lacrimejamento e vermelhidão, até situações de extrema dor em que o cachorro não consegue nem abrir os olhos. Confira:

  • lacrimejamento (parece que o cão está chorando);
  • coceira (o animal fica passando a pata no olho ou esfregando a cabeça em móveis e tapetes);
  • edema das pálpebras (inchaço);
  • dor (que se manifesta pelo fechamento total ou parcial do olho);
  • sensibilidade à claridade;
  • vermelhidão ou olho “irritado”;
  • excesso de remela (em alguns casos, tão abundante que o olho fica grudado pela secreção).

O tratamento ocorre de acordo com a causa e pode recorrer a colírios lubrificantes, colírios antibióticos, colírios que aumentam a produção da lágrima, anti-inflamatórios e analgésicos,  Caso se suspeite de corpo estranho, a retirada é imprescindível para a melhora do quadro da conjuntivite.

Cachorro deitado na grama com uma orelha em pé.

Úlcera de córnea

Mais comum nos animais braquicefálicos como o Pug, o Buldogue Francês e o Shih Tzu, que têm os olhos mais expostos, ela é uma ferida na camada mais externa do olho. A úlcera de córnea ocorre geralmente por traumas ou ressecamento ocular, que causam remela verde no olho do cachorro.

Ela também pode ser causada por deformidades palpebrais ou cílios que crescem voltados para dentro e até dentro do olho. É uma condição que dói bastante, e o tratamento é feito com colírios antibióticos, colírios com condroitina-A, analgésicos e anti-inflamatórios.

Olho seco

O olho seco, ou ceratoconjuntivite seca, também acomete mais os cães braquicefálicos. Trata-se da diminuição na produção da lágrima com consequente ressecamento ocular. 

Embora pareça contraditório, o sinal que mais chama a atenção é o aumento da secreção ocular, mas ela fica purulenta e grumosa. O olho vermelho e a dor são comuns no olho seco, e o tratamento exige um colírio específico e usado a longo prazo.

Glaucoma

Outra doença comum que deixa o cachorro com secreção nos olhos é o glaucoma. Ele decorre da elevação da pressão intraocular e causa danos ao nervo óptico, podendo levar à cegueira.

Cinomose

Como dito anteriormente, algumas doenças sistêmicas podem levar ao surgimento de remela verde no olho do cachorro. Uma doença muito grave que causa esse sintoma é a cinomose.

É a doença viral mais temida na clínica médica veterinária, pois muitos dos cães acometidos pelo vírus infelizmente morrem. Ela ataca vários sistemas orgânicos e um deles é o olho.

Caso note seu cachorro com remela verde nos olhos, prostração, falta de apetite e catarro no nariz, procure o médico veterinário imediatamente. Se for cinomose, quanto antes iniciar o tratamento, maior é a chance de salvar seu animal.

“Doença do carrapato”

As hemoparasitoses transmitidas pelo carrapato são doenças debilitantes que afetam o sistema imunológico dos cachorros, entre outros. Um dos sinais mais comuns é a uveíte, que é a inflamação do olho.

Nesse caso, a secreção ocular em cães é decorrente da uveíte. Além disso, o cão apresenta prostração, febre, hemorragias, cansaço fácil, anemia e infecções secundárias devido à queda da imunidade.

como tratar cachorro com remela verde nos olhos, desde que ele seja corretamente diagnosticado. Por isso, procure ajuda veterinária sempre que notar esse sinal no seu amigo.

Cachorro deitado no sofá.

Como as causas de remela verde no olho do cachorro são diversas, estamos à disposição para ajudar. O Centro Veterinário Seres possui uma equipe especializada para atender seu peludo com muito carinho.