A polidactilia é uma condição em que o animal apresenta um ou mais dedos além do que é normal. O gato polidáctilo tem mais de 18 dedinhos em suas patas — trata-se de uma deformidade congênita herdada dos pais.

Gato deitado.

Essa deformidade congênita não quer dizer que ele vai necessariamente precisar de atenção veterinária ou de algum tipo de tratamento, mas ela pode vir acompanhada de outras alterações que, aí sim, podem exigir atenção ou tratamento. 

O dedinho extra na pata de gato comumente é um tecido mole e sem conexão com o corpo (não tem ossos ou articulações). Às vezes tem ossos, mas não tem articulações; outras vezes é completo, com coxim e totalmente funcional.

A genética por trás da polidactilia

O aumento do número de dedinhos nos gatos está relacionado a uma mutação em um gene dominante que determina o número de dedos das mãos (patinhas da frente) ou dos pés (patinhas de trás). É considerada a mutação genética mais comum nos felinos. 

As patinhas da frente costumam ser mais afetadas do que as de trás. Quando o dedo extra se parece com um polegar, temos a impressão que o gato está usando uma luvinha de dois dedos, o que fica uma fofura no pet.

É extremamente raro o gato polidáctilo ter a polidactilia em todos os membros, mas há um registro no Guinness Book de um gato canadense com 28 dedos, sendo sete dedinhos em cada pata! O normal são cinco dedos na pata da frente e quatro dedos nas patas de trás.

Problemas relacionados à polidactilia

Geralmente o gato polidáctilo não tem problemas de saúde, mas é preciso investigar se a polidactilia não está associada à hipoplasia radial, que é quando o osso rádio cresce menos que a ulna, deixando o braço do animal deformado.

E também é preciso ficar atento às unhas do gato com polidactilia quando os dedos extras nascem no lugar dos polegares, uma vez que essas unhas dificilmente são gastas e afiadas, podendo crescer a ponto de machucar o animal. 

Além disso, podem enroscar em cobertores, cortinas ou outros tecidos e serem arrancadas total ou parcialmente, o que causa bastante dor e sangramento. Nesse caso, procure auxílio veterinário para seu gatinho.

O recomendado é que o tutor espalhe arranhadores pelo espaço em que o gato vive para que ele faça o desgaste natural de suas garras. Mesmo assim, às vezes é preciso cortar as unhas.

Corte das unhas do gato

Para cortar as unhas do gato é necessário conhecer a anatomia delas, pois dentro existe um vaso que, caso a unha seja cortada muito profundamente, pode sangrar, doer e traumatizar o peludo.

Para que o tutor faça esse procedimento em casa, é recomendado que realize em um ambiente com bastante luz ou com auxílio de uma lanterna para visualizar esse vaso e evitar acertá-lo.

Como as garras da maioria dos felinos são retráteis, para cortar as unhas do gato doméstico é preciso apertar os dedinhos dele, expondo as unhas e garantindo sua completa visualização.

Gato deitado.

Esqueci de cortar a unha do dedinho extra e ela entrou no coxim, o que eu faço?

Essa situação é bem comum e causa bastante dor e incômodo no animal. O ideal é levá-lo ao médico-veterinário para que ele faça o corte da unha e o tratamento da ferida.

No entanto, caso o tutor tenha experiência em cortar a unha do pet, ele pode fazer esse procedimento em casa. Se a unha estiver presa no coxim, vai ser preciso puxá-la após o corte. Depois disso, lave bem a ferida com água e sabão até sua completa cicatrização.

Para evitar que isso aconteça, mantenha uma rotina de corte de unhas. As unhas das patas da frente devem ser cortadas geralmente a cada 15 dias, já as unhas das patas de trás podem ser cortadas a cada 20 ou 25 dias.

Curiosidades sobre o gato com polidactilia

O escritor norte-americano Ernest Hemingway ganhou de presente uma gatinha polidáctila de um amigo. Ele batizou-a de Branca de Neve. Atualmente existem mais de 50 gatos descendentes da Branca de Neve no museu dedicado ao escritor.

Algumas culturas consideram os gatos de 6 dedos como amuletos da sorte. Por isso, os marinheiros costumavam ter gatos com essa característica nos navios para ter uma viagem segura.

A raça Maine Coon, conhecida como o gato gigante, era bastante famosa por apresentar a polidactilia. Felinos dessa raça possuem 40% mais chance de serem polidáctilos do que os outros gatos.

O gato polidáctilo pode ocorrer em qualquer parte do mundo, mas sua maior concentração acontece na Inglaterra e País de Gales, e, secundariamente, no leste do Canadá e dos Estados Unidos.

Benefícios da polidactilia

O dedo de gato é responsável pelo equilíbrio e preensão das patas nos momentos de escalada e caçada do animal. O gato com polidactilia tem as patas maiores e mais largas, o que o ajuda a realizar suas acrobacias e captura de presas com maior sucesso que os outros gatinhos.

Gato deitado olhando para o lado.

Enfim, o gato polidáctilo é um felino normal com uma fofura a mais! Você tem um gatinho com dedinhos extras? Então, sorte sua! Gostou de conhecer sobre esse assunto dos pets? Aproveite e confira mais artigos em nosso blog!