Nem sempre sabemos se o comportamento do nosso gato é normal ou não. Um dos acontecimentos que nos aborrece é o gato babando com mau cheiro. Não entendemos se isso é comum ou a demonstração de algum problema pior.

Gato deitado.

Vamos apontar algumas razões de ter um gato babando e quais sinais observar para identificar quando essa baba pode ser algo mais complicado e vai demandar uma consulta veterinária.

Gatos babam normalmente?

Sim, quando os bichanos estão felizes e relaxados ou sendo acariciados, nesses momentos, salivar é um comportamento normal. Porém, não são todos os felinos que demonstram esse comportamento.

Os gatinhos adotam esse hábito no início da vida. Se seu gato está mais velho e nunca teve esse comportamento, isso acende um sinal de alerta, ao menos para conversar com o veterinário sobre essa ocorrência repentina.

Espera-se que a saliva do seu bichano cheire como a comida que ele acabou de comer. Os alimentos moles ou enlatados podem piorar o hálito, pois a comida seca ajudaria a limpar os dentes da formação do tártaro.

Contudo, devemos estimular a alimentação úmida diariamente, já que o único malefício é muito mais “saudável” que a seca.

Quando um gato babando é um problema?

Existem várias condições de saúde que podem levar ao sinal clínico de salivação em seu gato, mas, com certeza, é importante comentar o mau cheiro com o veterinário, no momento da consulta.

Cheiros amoniacais, cítricos ou nauseantemente doces podem apontar para problemas internos do gato, desde problemas orais até infecções, ou mesmo mais graves, como diabetes ou câncer de fígado.

Doença dentária

Um gato doente pode apresentar apenas problemas dentais, seja inflamação da gengiva, seja inflamação da cavidade oral, presença de tártaro ou até cáries. Alguns gatos têm lesões dentárias reabsortivas, ou seja, o dente começa a ter cavidades e torna-se frágil, podendo fraturar.

Infecções respiratórias superiores

Alguns vírus residentes da parte superior do trato respiratório podem causar úlceras na região oral. Um dos sinais clínicos disso é o gato babando muito, mas também podemos ter: espirros, corrimento nasal, secreção ocular e falta de apetite ou sede.

Náusea

Quando não comem, os bichanos que salivam podem ficar enjoados. Por isso, podemos ter um gato vomitando e salivando, mas isso não é uma regra. Existem outros motivos para os gatos ficarem enjoados.

Gato branco olhando para a câmera.

Quais sinais clínicos são mais comuns?

Alguns gatos gostam de aproximar os focinhos de nossos rostos, permitindo-nos cheirar o hálito e perceber se há algum odor diferente no ar. Porém, muitos gatos não têm esse comportamento, então se atente a:

  • agressividade;
  • gengivas sangrando;
  • perda de apetite e de peso;
  • depressão;
  • excesso de saliva;
  • excesso de urina;
  • aumento de tamanho na face ou cavidade oral;
  • pelagem sem cuidado, gato fedendo;
  • vômito;
  • sede.

Durante a refeição, observe comportamentos diferentes, como: mastigar com a cabeça girada; deixar cair pedaços de comida; apresentar saliva avermelhada; começar a comer e pular para trás; ter dificuldade ao abrir ou fechar a boca.

Existe tratamento?

O tratamento para gato babando com mau cheiro depende da doença de fundo. Portanto, o médico-veterinário é o profissional adequado para realizar um diagnóstico preciso, seja um clínico geral, seja um homeopata ou outro especialista.

Por meio de uma consulta atenciosa e de perguntas precisas (anamnese), os profissionais procuram a causa da salivação com mau hálito e, a depender da especialidade, podem pedir exames complementares.

Nas doenças mais graves, como estomatite ou câncer, o tratamento do gato babando com mau cheiro depende de qual profissional vai acompanhar o caso. O importante é escolher técnicas que não firam suas convicções, mas sim se preocupem com o melhor bem-estar do seu bichano!

Prevenção do mau hálito com salivação

Como vimos, algumas doenças de base não têm prevenção. Ainda assim, é importante investir em consultas de rotina para o seu gato, de modo que pequenas alterações possam ser identificadas e corrigidas, quando for possível.

Desde cedo, ensine seu gatinho quanto pode ser agradável escovar os dentes. Converse com seu veterinário sobre técnicas e dicas de substâncias e escovinhas a serem usadas. Isso pode ajudar a prevenir a formação de tártaro, uma das causas do gato babando com mau cheiro. 

Como é a recuperação?

Recuperação de procedimentos é um tema controverso na veterinária, pois, ao mesmo tempo que existem valores médios, dependendo do que foi feito, cada animal vai responder de um jeito.

Seja porque seu bichano já é idoso, seja porque é jovem, tudo vai depender dos motivos que levaram ao gato babando com mau cheiro. Por exemplo, a recuperação de algo preso na gengiva deve ser bem diferente de alguma doença grave ou crônica.

Como a maioria dos gatos não deixa manipular a boca livremente, é necessário anestesiar o bichano. Se houver a remoção de um ou mais dentes nesse procedimento, a recuperação pode ser mais demorada. Então, é importante conversar com o veterinário e tirar todas as dúvidas.

Gato deitado.

Conte sempre com a equipe da Seres nesses momentos! Temos a paixão pelos pets como mola propulsora e a certeza de que um tutor bem orientado é nosso melhor aliado na recuperação do pet.