É possível identificar fezes de cachorro com giárdia?

Publicado pela Equipe SERES | 10 julho 2022

#

A giardíase, ou seja, a infecção do seu peludinho por um protozoário unicelular, pode alterar o sistema digestório, causando gases, diarreia, desconforto abdominal, vômitos e náuseas. Mas será que existe uma alteração nas fezes de cachorro com giárdia? Acompanhe mais sobre o assunto neste texto!

Cachorro no colo do tutor.

Um pouco mais sobre a giárdia

Esse protozoário simples ocorre em todo o mundo, infectando animais e pessoas. “Então a giárdia canina pega em humanos?”. A resposta é sim, a girardia dos animais pegam nas pessoas.

Se você possui um animal exótico, converse com seu veterinário sobre a presença desse protozoário nas fezes do animal, uma vez que alguns podem, assim como os cães, não apresentar sinais clínicos e estar infectados. Por isso, é importante não ficar esperando alterações nas fezes de cachorro com giárdia.

Em seres humanos, a giárdia está envolvida na “diarreia do viajante” e, no Hemisfério Norte, na “febre do castor”, relacionada às pessoas que curtem estar na natureza e consumir água contaminada diretamente dos riachos ou rios. Continue lendo para saber um pouco melhor o que é giardia.

Como meu cão pode se infectar?

O protozoário tem dois formatos: o trofozoíto, que é frágil e fica no intestino dos animais infectados, e o cisto, uma forma resistente, eliminada nas fezes de cachorro com giárdia e que resiste meses em locais aquáticos ou úmidos. Mas também pode ser encontrado no chão, poças de água, fezes de outros animais, etc.

Para haver infecção, seu peludinho precisa engolir o cisto e, se ele for suscetível, ao chegar no intestino do seu pet, se transformará em trofozoíto, ligando-se à parede intestinal a fim de se alimentar.

Se a quantidade de cistos engolida for pequena, não há muito perigo iminente, apesar de a divisão aumentar a população com o tempo. Agora, se o número for grande o suficiente, seu animalzinho apresentará sinais clínicos, devido à alteração na parede intestinal.

Cães podem ingerir os cistos diretamente das fezes com giárdia canina ou felina, ou ao brincar, rolar e se lamber em um solo contaminado. A contaminação ainda pode ocorrer ao beber água de um riacho ou copo d’água contaminado.

A giárdia pode ser assintomática, mas em sua maioria, quando encontrada nas fezes deve ser tratada. Animais adultos e hígidos, sem doenças concomitantes, costumam ter quadros brandos e responder bem ao tratamento. Agora, em filhotes e adultos debilitados, podemos ter quadros mais graves de diarreia aquosa, que pode ser fatal se não tratada.

O que esperar em caso de sinal clínico?

Pela lesão causada na parede intestinal, quando a giárdia entra no tecido para se alimentar, pode ocorrer uma diarreia aguda, com início rápido e fétida. Fezes de cachorro com giárdia  podem ter um cheiro mais forte que o comum. Também pode haver alteração de comportamento do pet, com letargia, dor abdominal, gases, falta de apetite ou náusea.

Essas fezes também  podem estar moles a aquosas, com uma tonalidade esverdeada e, ocasionalmente, com sangue vivo. Podemos ter a presença de muco. Lembrando que nem todas as fezes com muco e sangue são características de giárdia. Outras doenças podem causar diarreias com muco e sangue. Esse quadro pode se repetir  por semanas, fazendo o peludinho perder peso e, algumas vezes, apresentar fezes de cachorro com gosma branca (muco).

Cachorro deitado.

É possível reduzir a quantidade de giárdia em ambientes externos?

Por serem microscópicas e estarem presentes em vários animais saudáveis, essa tarefa é quase impossível. Porém, algumas atitudes simples minimizam os riscos de o seu animal ficar doente:

  • troque a areia dos sanitários dos gatos diariamente, caso você tenha uma família multiespécie;
  • remova as fezes do quintal e de outras áreas externas, protegendo as mãos com um saco ou luva;
  • evite acúmulos de água parada e a visitação do seu pet a esses locais;
  • não leve seus animais com suspeita de giardíase para espaços comuns ao ar livre.

Quais tratamentos existem para a giardíase?

Saber qual é o melhor remédio para giárdia em cães é trabalho do veterinário. Caso a análise da fezes tenha apontado para um problema de giardíase, o especialista vai instaurar o tratamento adequado, normalmente com a prescrição de antibióticos.

O tempo de uso pode ser longo, pois alguns indivíduos são refratários. A reinfecção também pode ocorrer durante o tratamento e dificultá-lo. O tratamento do ambiente, manejo do paciente e da casa é tão importante quanto a medicação que animal vai tomar.

O tratamento sempre levará em consideração todo o quadro do seu peludinho,  não só as fezes de cachorro com giárdia. Portanto, pode ser necessário tratar a desidratação, a perda de peso e outras alterações que atrapalhem a recuperação do pet.

Manejo da giardíase em cães

Se seu cão foi infectado pela giárdia, infelizmente, não criou imunidade contra futuras infecções, uma vez que esse protozoário não ativa o sistema imune como os vírus. Uma vez apresentada a suscetibilidade, ele pode sair de uma infecção e entrar em outra.

Por isso, é importante manter as áreas de convivência sempre limpas, recolher as fezes prontamente, realizar mais banhos para evitar a presença no pelo e avisar o veterinário caso tenha outros animais de estimação no mesmo espaço. É possível que todos eles precisem ser medicados.

Por sua alta infectividade, a giárdia precisa de vários testes negativos antes que seja possível relaxar nas medidas de limpeza e cuidados. Antes de trazer um novo animalzinho para casa, certifique-se também de que ele não é portador.

Cachorro deitado olhando para cima.

As fezes de cachorro com giárdia não indicam uma condição fatal, exceto nos filhotes e idosos — não tanto pela presença do parasita, mas pela diarreia que leva a uma rápida desidratação. Nesse caso, leve o pet ao veterinário!

Aqui você encontra artigos incríveis sobre saúde e cuidados que podem ajudar a melhorar o bem-estar de seu bichinho de estimação, seja qual for a espécie do pet. Afinal de contas, o nosso instinto é cuidar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

Ver todas notícias
Saiba mais sobre cachorro tossindo como se estivesse engasgado

Saiba mais sobre cachorro tossindo como se estivesse engasgado

#cachorro
03 fevereiro 2023

A maioria dos tutores observa o cachorro tossindo como se estivesse engasgado, mas nem sempre o engasgo é motivo da […]

Continuar lendo
Notou cachorro lambendo muito a barriga? Descubra o porquê!

Notou cachorro lambendo muito a barriga? Descubra o porquê!

#cachorro
31 janeiro 2023

O hábito que o pet tem de se lamber um pouco pode parecer normal, mas o cachorro lambendo muito a […]

Continuar lendo
Cachorro estrábico: conheça o mundo dos pets vesgos

Cachorro estrábico: conheça o mundo dos pets vesgos

#cachorro
31 janeiro 2023

Aquele olhar apaixonante que os pets têm seduz a todos. Porém, há peludinhos que têm o olhar um pouco alterado, […]

Continuar lendo
Machucado na orelha do cachorro é preocupante? Conheça as causas

Machucado na orelha do cachorro é preocupante? Conheça as causas

#cachorro
30 janeiro 2023

Quando temos um animal de estimação, queremos que ele seja saudável e feliz. Por isso, pais e mães de pet […]

Continuar lendo
Os principais motivos que deixam o cachorro cansado

Os principais motivos que deixam o cachorro cansado

#cachorro
27 janeiro 2023

Os motivos mais variados podem deixar o cachorro cansado, e nem todos devem nos preocupar. Após os passeios, brincadeiras e […]

Continuar lendo
Posso oferecer alimentação crua para cães? Tire suas dúvidas

Posso oferecer alimentação crua para cães? Tire suas dúvidas

#cachorro
04 janeiro 2023

Ao longo dos tempos, a alimentação para cães tem tido mudanças. Hoje em dia, temos diversas opções de rações comerciais […]

Continuar lendo
Cachorro com náusea: sinal preocupante ou somente um mal-estar?

Cachorro com náusea: sinal preocupante ou somente um mal-estar?

#cachorro
29 dezembro 2022

Quando o cachorro fica enjoado, com mal-estar, geralmente acaba vomitando. Em outros casos, só fica sem apetite e indisposto. Diversos […]

Continuar lendo
Notou que o cachorro não bebe água? Saiba como estimulá-lo

Notou que o cachorro não bebe água? Saiba como estimulá-lo

#cachorro
26 dezembro 2022

Para os pets terem uma vida saudável, além de todos os cuidados necessários, a ingestão de água é muito importante […]

Continuar lendo
Cachorro pode cruzar com irmão? Descubra já

Cachorro pode cruzar com irmão? Descubra já

#cachorro
23 dezembro 2022

É comum que pais e mães de pets que possuem animais da mesma ninhada queiram aumentar a família animal. Assim, […]

Continuar lendo

Assine nossa newsletter e receba novidades.