Você adotou um felino pela primeira vez? Esses animais são ótimas companhias, mas a rotina deles é bem diferente daquela dos cães, por exemplo. Isso causa algumas dúvidas dos tutores. Dentre elas: como saber se meu gato está doente? Se você está passando por isso, veja algumas dicas!

Como saber se meu gato está doente? Entenda a importância disso

como saber se meu gato esta doente

Como saber se meu gato está doente? Antes de conhecer os sintomas de gato doente, é preciso compreender a necessidade de ficar atento aos sinais clínicos. Embora os felinos sejam muito ágeis, curiosos e aparentem muita força, assim como todos os animais, eles podem ter diversos problemas de saúde.

Assim como acontece com as pessoas e os demais animais, nos bichanos, quanto antes as doenças forem diagnosticadas e tratadas, maiores são as chances de sucesso no tratamento.

Por isso, é muito importante que todo tutor esteja atento a qualquer alteração demonstrada pelo gatinho. Afinal, quando eles não estão se sentindo bem, é possível perceber que o comportamento felino muda. Isso sem contar os sinais clínicos variados que ele pode apresentar.

Assim, quem quer ser um bom pai ou mãe de gato deve conhecer os sinais de que seu gato está doente.

Como saber se o meu gato está doente? Veja dicas

Toda mudança identificada em seu pet pode indicar um problema de saúde. Desde a secreção nasal até ele evitar subir escadas podem sugerir que algo não está bem. Veja alguns sinais que podem indicar uma doença de gato.

Caixinha de areia muito limpa ou muito suja

Uma das dicas dadas para quem se questiona sobre “como saber que meu gato está doente” é ficar atento à caixa de areia. Ela pode ajudar o tutor a acompanhar a saúde do animal e saber se o gato está urinando e defecando normalmente.

Se você notar que há xixi na caixa, mas que você não encontra cocô há um ou dois dias, cheque se o seu pet está defecando em outro cantinho ou tendo dificuldade de fazer cocô. Isso deve servir de alerta para a possibilidade, por exemplo, de ser um caso de fecaloma em gatos.

Já se a caixa estiver muito suja, ou seja, o animal estiver com diarreia, também é preciso levá-lo para ser examinado. Infecções bacterianas ou até verminoses podem alterar a consistência das fezes do gato doente.

Animal muito quieto ou com mudança de hábito

Sabe quando o pet que era divertido e brincalhão passa a ficar só no cantinho, sem interagir? É claro que, em um dia mais frio, é comum que eles fiquem sonolentos. Contudo, se o animal passa a evitar qualquer contato, pode ser alguma doença.

como saber se meu gato esta doente

Ele pode, por exemplo, estar com dor devido a um trauma ou apresentar febre. Seja qual for o caso, ele precisa de atendimento veterinário. Gemidos, rosnados ou lambedura excessiva de determinada parte do corpo também são alterações comportamentais que merecem atenção.

O mesmo vale para quando o pet passa a evitar subir escadas, por exemplo. Isso pode ser consequência de dores nas articulações. Manter uma postura encurvada ou andar com cabeça baixa ainda podem ser sinais de dor.

Não come

Diferentemente dos cães, esses animais geralmente se alimentam em pouca quantidade, várias vezes por dia. Se pararem de aceitar alimentos, é preciso agir com certa rapidez. Além de ser sinal clínico, gatos que ficam muito tempo sem comer podem ter lipidose hepática felina, o acúmulo de gordura no fígado.

Dessa forma, se a causa primária da falta de apetite não for tratada, o quadro tende a piorar bastante. Se você está pensando “como saber se meu gato está doente ou com lipidose hepática?”, veja os sinais que ele pode apresentar:

  • Perda de peso;
  • Apatia;
  • Vômito,
  • Icterícia (pele e mucosas amareladas).

Em casos ainda mais graves, o pet pode ter também alguns sinais neurológicos, que vão da salivação excessiva à convulsão.

Se você está com seu gato doente, como cuidar da lipidose? O tratamento se baseia, principalmente, no suporte nutricional agressivo. Em geral, o pet fica internado. Ainda é preciso ter em mente que a lipidose hepática pode ser fatal.

Olhos fechados ou evitando claridade

Assim como as pessoas, os felinos podem ter doenças oftalmológicas. Dessa forma, quem quer saber como cuidar de gato filhote ou adulto precisa ficar atento também aos olhos.

Nos filhotes, a conjuntivite é muito frequente. O animal passa a apresentar muita secreção ocular, o que faz com que o olho nem abra. Já no animal adulto ou idoso, doenças como a úlcera de córnea, ceratoconjuntivite seca, uveíte e cataratas são comuns. Então, qualquer alteração nos olhos é sinal de alerta.

Fique atento também se o pet começar a bater em portas ou móveis ao caminhar pela casa. Isso pode indicar dificuldade para enxergar, outro sinal de doença neurológica e oftalmológica em felinos.

Outros sinais que sugerem que o gato precisa de atendimento

Há como saber se meu gato está doente de outras formas? Na verdade, tudo o que for diferente em seu animal de estimação deve servir como alerta. Se ele aparecer mancando, com um ferimento ou um aumento de volume no corpo, leve-o ao médico-veterinário. Também fique atento a sinais como:

  • Vômito;
  • Falta de higiene e odor ruim;
  • Dificuldade para urinar;
  • Queda de pelo;
  • Coceira;
  • Secreção nasal, que é uma maneira de como saber se o gato está gripado;
  • Vermelhidão nos olhos,
  • Pele ou olhos amarelados.

Acho que meu gato está com febre, e agora?

A maneira correta de como saber se o gato está com febre é aferir a temperatura. Entretanto, no geral, o tutor nota o bichinho triste no canto quando está febril, o que não quer dizer, necessariamente, que ele esteja com febre. Afinal, dor e desidratação também causam o mesmo sinal clínico.

como saber se meu gato esta doente

A aferição da temperatura do gato é feita via retal. Além disso, a temperatura normal dele varia entre 38ºC e 39,5ºC. Assim, somente se estiver acima de 39,5ºC, ele está febril.

Quer saber mais sobre febre em gato? Veja dicas de como notar que o pet está febril.