Existem várias alterações que o bichinho pode apresentar e que indicam que o tutor deve ficar alerta. Uma delas é quando a pessoa vê o cachorro urinando sangue. Isso sugere que o peludinho está com algum problema de saúde e precisa ser tratado. Veja de onde esse sangue pode estar vindo e o que fazer. 

cachorro andando com a língua de fora

Possíveis causas de cachorro urinando sangue

Ver sangue na urina do cachorro costuma assustar o tutor, e realmente deve servir como um alerta de que o peludinho precisa ser atendido logo pelo médico-veterinário. Afinal, as causas são variadas, e todas elas precisam de tratamento adequado. 

É comum que a pessoa veja coágulo de sangue na urina do cachorro e logo ache que há hemorragia no rim. Embora possa acontecer um sangramento em um ou nos dois rins, ver o resíduo na urina não é muito comum. 

No entanto, se o animal sofreu algum trauma, como um atropelamento, por exemplo, pode acontecer de o tutor ver o cachorro urinando sangue. O mesmo vale para quando o peludo tem um tumor renal ou até cálculos renais (pedras nos rins). 

Porém, há diversas outras doenças que podem deixar o cachorro urinando sangue puro ou coagulado. Dentre elas:

  • Cistite;
  • Tumor na bexiga;
  • Cálculos na bexiga;
  • Tumor na próstata (no caso dos machos),
  • Erliquiose canina (doença transmitida pelo carrapato). 

O que fazer?

E agora, o que fazer quando o cachorro está urinando sangue? Todas as doenças citadas precisam ser descobertas o quanto antes para que as chances de cura aumentem. Por isso, o peludinho precisa ser levado ao médico-veterinário, para que seja examinado o mais rapidamente possível. 

Caso o tutor não faça isso, a situação pode se agravar muito. No caso da erliquiose, por exemplo, o animal pode parar de comer e piorar muito, a ponto de ter anemia profunda. Se não for socorrido, ele pode não sobreviver. 

Tumores na bexiga e na próstata também são situações delicadas. Quanto antes forem diagnosticados e menor estiverem, maiores as alternativas de tratamento. 

cachorro olhando para cima

A cistite e o cálculo também podem agravar muito quando não tratados. No caso da cistite, o animal pode passar a ter sinais sistêmicos, como febre e inapetência (parar de comer).

Já o cálculo renal em machos é muito perigoso. A pedrinha pode parar na uretra e impedir que o peludo faça xixi. A ruptura da bexiga é uma das consequências disso. Por fim, se o problema for renal e não for tratado, esse órgão pode até parar de funcionar e levar o pet a óbito. Por isso, o socorro rápido é fundamental.

Diagnóstico e tratamento

Além da avaliação clínica, quase sempre o profissional solicita exames laboratoriais para que o diagnóstico seja definido. O mais comum é a urinálise (exame de urina). No entanto, hemograma e leucograma também são frequentes. 

Dependendo das suspeitas, o médico-veterinário poderá solicitar a realização de uma ultrassonografia. O tratamento vai variar de acordo com o diagnóstico e pode ser tanto medicamentoso, no caso da cistite, por exemplo, como cirúrgico, no caso de tumor de bexiga ou próstata. 

Se o profissional notar que o cachorro urinando sangue não está conseguindo fazer xixi devido a um cálculo, poderá realizar outros procedimentos, ainda durante o atendimento. 

O mais frequente é a passagem de sonda, para tentar desobstruir a uretra. Em casos mais extremos, pode ser realizada a punção da bexiga e até a cirurgia. Tudo dependerá da avaliação do médico-veterinário. É possível que o peludo precise ficar internado. 

Embora nem todas essas doenças possam ser evitadas, alguns cuidados ajudam a manter o sistema urinário funcionando bem. Para proteger o seu peludo e ajudá-lo a se manter saudável, você pode:

  • Garantir água limpa e fresca durante todo o dia;
  • Oferecer uma ração de qualidade;
  • Fazer um controle adequado de parasitas, no ambiente e no animal;
  • Levar o animal ao médico-veterinário para um check-up, pelo menos uma vez ao ano. 

cachorro urinando na árvore

Viu quantas informações úteis? Então aproveite para saber mais sobre cálculo renal em cães